PUBLICIDADE

Blitz educativa reforça aos motoristas consequências de conduzir veículos sob efeito do álcool

Leonardo Cabral em 22 de Novembro de 2019

Divulgação

Mini campo de futebol foi montado na região central da cidade para testes

Às vésperas da grande final entre Flamengo e River Plate, pela Taça Libertadores da América, a Agência Municipal de Trânsito de Corumbá, realizou uma blitz educativa, na esquina das ruas Treze de Junho e Frei Mariano, para alertar aos torcedores que não dirijam se tiverem consumido bebidas alcoólicas. A ação contou com a presença de integrantes da torcida organizada Raça Rubro-Negra.

Um mini campo de futebol foi colocado à disposição dos cerca de 250 motoristas que foram abordados durante a blitz. Nele, os agentes convidavam 32 condutores a colocarem os óculos de simulação de embriaguez ao volante.

Ao usar os óculos, a pessoa fica com a sensação de estar embriagada. Logo depois, os motoristas foram desafiados a encarar uma cobrança de pênalti, onde muitos demonstraram dificuldade, já que com a sensação de estarem sob efeito de bebida alcoólica, algo que parecia ser tão simples, se tornou  extremamente difícil. Apenas 3 dos 32 acertaram a cobrança.

Conforme o gerente de Transportes da Agetrat, Jeferson Braga, o trânsito é dinâmico e precisa acompanhar os acontecimentos Pensando nisso e já prevendo um fluxo muito grande de torcedores neste sábado (23), devido a final da Libertadores, a ação educativa com o óculos de simulação de embriaguez foi realizada na área central da cidade.

“Estamos aqui a fim de provocar a reflexão dos motoristas sobre os riscos de dirigir embriagado. Todos já sabem dos riscos e das penalidades, o que a gente faz é reforçar a informação e, hoje, é véspera de um dia que realmente precisamos fazer esse alerta. O queremos é prevenir riscos tanto aos motoristas, como para os pedestres", explicou Braga.

O trabalho é feito pelo Núcleo de Educação Para o Trânsito da Agetrat de forma diferenciada. “Quando apresentaram esse projeto percebemos o quanto é importante, pois o futebol é algo que combina com alegria e jamais com acidentes. Temos reforçado a sinalização, a fiscalização e ações educativas, mas o fator principal é a conscientização das pessoas sobre colocar a vida delas e de terceiros em risco", falou o diretor da Agetrat Alexandre Vasconcellos.

PUBLICIDADE