PUBLICIDADE

Policial bêbado provocou grave acidente na BR-163; duas irmãs estão internadas

Campo Grande News em 11 de Novembro de 2019

O sargento da Polícia Militar Ezequias Martins dos Santos, 44 anos, que se envolveu em acidente grave e acabou detido por embriaguez, já foi preso em 2006 em operação da Polícia Federal denominada Gatos de Botas. Na ocasião, o sargento foi preso por força de mandado de prisão com mais 18 policiais rodoviários federais, acusados de crimes que iam desde formação de quadrilha até tráfico de drogas. Agora ele voltou a ser preso por conta do acidente, que ocorreu por volta das 18h30 de sábado (09), na BR-163 no KM 473,2, próximo a transportadora Lotano, em Campo Grande.

Segundo a denúncia em 2006, o sargento fazia parte de uma organização criminosa que operava de forma hierarquizada, com divisão de tarefas e extensão territorial coordenada por policiais mais graduados, com objetivo de arrecadação de qualquer valor mediante a facilitação da prática de ilícitos por terceiro (auxiliando na passagem de produtos roubados ou contrabandeados, omitindo-se nos atos de fiscalização nas barreiras da PRE, prestando informações sobre rodovias fiscalizadas pela PRF (Polícia Rodoviária Federal, alterando boletins de ocorrência).

À época, os mandados foram expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande. As investigações começaram em agosto de 2005, quando um traficante preso no Paraná, denunciou um dos esquemas criminosas praticados pelo grupo. A denúncia foi verificada, resultando na prisão dos policiais em seis cidades de Mato Grosso do Sul.

Acidente

Divulgação/PRF

Carro que era ocupado pela família também ficou destruído

Segundo boletim de ocorrência, um motorista de caminhão contou à polícia que o autor seguia num Hyundai HB20 prata, quando fez ultrapassagem proibida, forçou outro veículo em sentido contrário a sair da pista e acabou colidindo contra um VW Polo conduzido por Flávio Henrique Cordon Vieira Rosa, 29 anos. Além do motorista, o carro tinha como ocupantes, a esposa de Flávio, Iara dos Santos da Silva, 31 anos, e as duas filhas de 9 e 1 ano. Em razão do acidente, as crianças foram arremessadas. A família foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada à Santa Casa.

O casal já recebeu alta, mas as duas meninas continuam internadas. A paciente mais velha passou por cirurgia nas fraturas do braço esquerdo e se recupera na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) consciente e orientada. A menina mais nova também está na UTI pediátrica, mas em estado grave. Ainda conforme a testemunha, o policial estava visivelmente embriagado, precisou de amparo para não cair, chegou a sacar a pistola .40 e apontar para as pessoas que estavam no local. O sargento foi convidado pela equipe policial a fazer o teste do bafômetro, mas se recusou.

Ezequias vai passar por audiência de custódia nesta segunda-feira na Justiça, para definir se ficará preso esperando o andamento do inquérito e posterior processo ou se poderá responder em liberdade. O policial está internado no ProntoMed da Santa Casa.

PUBLICIDADE