PUBLICIDADE

Ossada é de homem desaparecido há quase um ano, confirmam familiares

Leonardo Cabral em 18 de Agosto de 2019

Divulgação/PM

Familiares estiveram no local e fizeram o reconhecimento pelas vestimentas e pertences que estavam junto a ossada

A ossada encontrada neste domingo, 18 de agosto, foi identificada por familiares como sendo de André Arza Pinto, de 26 anos, desaparecido há quase um ano. Os restos mortais foram achados em um local de difícil acesso, cerca de 15 minutos morro acima, no Conjunto Piúva, na parte alta de Corumbá.

Conforme o boletim de ocorrência, o qual o Diário Corumbaense teve acesso, a ossada foi achada por um homem de 33 anos que vive na área, no momento em que saiu para catar lenha, por volta das 16h45. 

Ele sabia do desaparecimento, desceu o morro e avisou os familiares. A irmã, de 31 anos, e o marido dela, reconheceram as vestimentas, botas, chapéu e a mochila, onde estava o documento de André Arza. Em seguida, a Polícia Militar foi acionada e o local isolado para o trabalho da Perícia Técnica da Polícia Civil. 

Uma corda amarrada em uma árvore também estava logo acima da ossada. O cunhado de André relatou que ele tomava conta de um sítio naquela região e a última vez que os familiares o viram, foi em setembro de 2018. 

O boletim de ocorrência foi registrado como achado de cadáver e a Polícia Civil deve investigar o caso. 

PUBLICIDADE