PUBLICIDADE

Preso golpista que deu prejuízo de mais de R$ 1 milhão e falsificou identidade de ex-governador de MG

Rosana Nunes em 08 de Agosto de 2019

Divulgação

Luiz Gustavo ia pescar no Pantanal quando foi preso

Equipes da 1ª Delegacia de Polícia Civil e da Delegacia Regional de Corumbá, prenderam na noite de quarta-feira (07), em um barco hotel no Porto de Ladário, Luiz Gustavo Ferreira Lima, de 37 anos, que teve a prisão decretada pelo juiz Nalbernard de Oliveira Bichara, da 2ª Vara Criminal de Montes Claros, em Minas Gerais.

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, Luiz Gustavo chegou a falsificar uma identidade em nome do ex-governador mineiro, Newton Cardoso, para fazer compras de produtos agrícolas. Em uma das compras efetuadas em Pirapora, com a identidade falsa, o golpista causou um prejuízo de R$ 43 mil.

Conforme o titular da DRP de Corumbá, delegado Alex Sandro Peixoto, o preso também é acusado de praticar golpes pela internet, que somam mais de R$ 1 milhão em prejuízos para diversas empresas. “Para enganar as vítimas, ele utilizava um e-mail falso e o nome de uma empresa de Minas Gerais, que é de propriedade do ex-governador”, explicou.

Utilizando o falso documento em nome do ex-governador de Minas Gerais, Luiz Gustavo aplicou diversos golpes também em uma empresa de Montes Claros, que atua no ramo de concreto e cimento.

No momento da prisão, o acusado estava num grupo de turistas de Montes Claros, que voltavam de pescaria no Pantanal sul-mato-grossense. Ele está preso em Corumbá e será transferido para a cidade mineira. Com informações da assessoria de comunicação da Polícia Civil.

PUBLICIDADE