PUBLICIDADE

Chefe de polícia é morto com tiro de escopeta em área dominada pelo crime

Campo Grande News em 07 de Junho de 2019

O subcomissário da Polícia Nacional do Paraguai Juan Eladio Alvarenga Martínez, 42, foi executado nesta sexta-feira (07) em Guavirá, uma colônia rural no departamento (equivalente a estado) de Canindeyú, que fica perto de Mundo Novo e Japorã, duas cidades do extremo sul de Mato Grosso do Sul. A área é dominada pelo crime, principalmente por facções que atuam no tráfico de maconha e de armas e no contrabando de cigarro.

O comissário Vidal Achucarro, chefe da Polícia Nacional em Canindeyú, disse que Martínez foi morto com um tiro de escopeta e o corpo deixado ao lado de sua caminhonete. Segundo Achucarro, o sítio onde o policial foi morto fica em uma área com escassa cobertura do sistema de comunicação.

De acordo com o jornal ABC Color, o subcomissário levou um tiro na altura do tórax, possivelmente de escopeta. O local do crime é próximo de uma base militar e com poucos moradores civis. Foi um militar que encontrou o corpo e avisou a polícia. A reportagem do jornal paraguaio afirma que a Colônia Guavirá é um dos pontos mais isolados da fronteira seca com o Brasil, distante 25 km do centro de La Paloma e a 50 km de Salto del Guairá, cidade vizinha de Mundo Novo.

PUBLICIDADE