PUBLICIDADE

“Abril Verde” reforça conscientização e prevenção de acidentes de trabalho

Leonardo Cabral em 11 de Abril de 2019

Dedicado à prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, o movimento “Abril Verde” realiza durante todo o mês atividades de alerta e prevenção. Segundo dados da Previdência Social, Corumbá é o quinto município do Mato Grosso do Sul, com mais registros de acidentes no trabalho. Em 2018, foram registrados 185 acidentes de trabalho; em 2017, foram 189 notificações.

A cidade pantaneira fica atrás apenas de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Bataguassu, conforme apontam os dados da Previdência Social, que ainda revela as funções com mais registros de acidentes: trabalhador agropecuário em geral, com 26 casos; trabalhador de pecuária polivalente, com 23 casos e alimentador de linha de produção, com cinco casos. Todos os dados são referentes a 2018.

Já o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Corumbá (Cerest), responsável pelo atendimento aos trabalhadores na cidade, informou ao Diário Corumbaense, que duas mortes foram registradas em 2018 e três no ano anterior, totalizando cinco mortes na região do Pantanal, em dois anos.

As investigações de acidentes de trabalho graves, onde a vítima sofreu algum tipo de lesão ou fratura que o afastaram de sua atividade laboral, em 2018 chegou a 116 casos. No primeiro trimestre deste ano, são 15 registros.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Movimento alerta trabalhadores de todos os setores

Os relacionados à investigação de acidente com material biológico somam 19 em 2018 e três este ano. Os acidentes em investigação de Ler/ Dort, ocasionados por esforço repetitivo, registram dois casos em 2018, lembrando que são casos subnotificados, conforme alerta o Cerest.

Para o coordenador do Centro de Referência Regional, Alexandre Vasconcelos Cavassa, o movimento Abril Verde, vem somar com o trabalho já feito na região de Corumbá e Ladário. “Buscamos sempre promover através de ações a prevenção, orientação e promoção à saúde do trabalhador, alertando sobre riscos de eventuais acidentes os quais eles estão expostos, bem como a saúde mental. Aproveitamos o movimento e intensificamos ainda mais as fiscalizações, por meio de visitas”, disse.

Ainda segundo ele, o Cerest segue um planejamento anual, que é aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde, para que as ações sejam desenvolvidas durante todo o ano com o objetivo de contemplar Notificação Compulsória para 11 agravos: Pair (perda auditiva induzida por ruído), Dermatoses Ocupacionais, Ler/ Dort, Câncer Relacionado ao Trabalho, Acidente de Trabalho com Exposição Material Biológico, Transtorno Mentais Relacionados ao Trabalho, Acidente De Trabalho Fatal, Acidente De Trabalho Com Mutilações, Acidente De Trabalho em Crianças e Adolescentes, Intoxicação Exógena.

“A cada mês trabalhamos com um tipo de situação e intensificamos a rotina junto aos trabalhadores e também aos contratantes. Prevenção sempre”, destacou. 

Dentro da programação do Cerest, acontecerá no dia 28 de abril, Dia Mundial da Segurança e Saúde do Trabalho, uma caminhada pelas principais ruas da cidade, para alertar a população sobre o movimento e prevenção a acidentes.

"Abril Verde"

Em 2003, a OIT (Organização Internacional do Trabalho) instituiu o dia 28 de abril como o Dia Mundial da Segurança e Saúde do Trabalho, em menção a um grave acidente ocorrido em 1969 no estado da Virginia, nos EUA, onde 78 trabalhadores acabaram perdendo suas vidas.

Em consequência, no Brasil, em 2005, através da Lei n.º 11.121, esse dia também foi utilizado para indicar o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. No dia 07 de abril, ainda é celebrado o dia Mundial da Saúde.

Portanto, o mês de abril é um período de reflexão. É um período para se pensar sobre os cuidados com a saúde e a vida daqueles que exercem atividades laborais. É um lembrete para todos os níveis de governo e empresas privadas, no intuito de fomentar mais investimentos na prevenção de acidentes de trabalho. Para tanto, são promovidos palestras, seminários, debates, mobilizações sociais, entrevistas, campanhas publicitárias, entre outros eventos midiáticos.

PUBLICIDADE