PUBLICIDADE

Reincidente, pescador e filha adolescente são detidos por pesca predatória

Rosana Nunes em 15 de Janeiro de 2019

Divulgação/PMA

Redes de pesca apreendidas durante flagrante da PMA

Preso em março e setembro de 2018 por pesca predatória, pescador profissional de 66 anos, morador em Ladário, foi novamente flagrado pela fiscalização da Polícia Militar Ambiental usando petrechos proibidos.

O flagrante foi às 02h desta terça-feira (15) no rio Paraguai, na região do Bracinho. Os policiais encontraram uma canoa de madeira, onde estavam redes de pesca e localizaram o pescador, que estava acompanhado da filha de 16 anos, escondido atrás de uma vegetação alta.

Ambos armavam as redes e ainda não tinham capturado nenhum peixe. Os petrechos foram retirados da água e apreendidos junto com a canoa. O pescador foi preso e levado para a Polícia Federal, onde foi autuado por crime ambiental. Em caso de condenação, a pena é de um a três anos de detenção. O infrator ainda foi autuado pela PMA e multado em R$ 2.100,00. A filha dele, também responderá por ato infracional de pesca predatória.

A pesca está proibida nos rio de Mato Grosso do Sul desde 05 de novembro. O período da Piracema, época de reprodução dos peixes, vai até 28 de fevereiro. 

PUBLICIDADE