PUBLICIDADE

Criminosos levaram cerca de meio milhão de reais de agências de Chapadão do Sul

Agência Brasil em 09 de Novembro de 2018

Reprodução/Vídeo

Usando touca ninja, integrante de quadrilha foi filmado durante ação

Bandidos armados com fuzis e metralhadores que explodiram duas agências bancárias e saquearam duas lojas, nos moldes do “Novo Cangaço”, na madrugada de quarta-feira (07) no Centro de Chapadão do Sul, distante 321 quilômetros de Campo Grande, levaram em torno de R$ 500 mil das duas agências. Parte da ação foi filmada por câmeras de segurança

Segundo o delegado Fábio Peró, titular do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), o valor é considerado pouco pelos criminosos, que investem em estrutura e armamento. Da Caixa Econômica Federal levaram cerca de R$ 50 mil dos caixas eletrônicos. O Banco do Brasil, que teve o cofre arrombado, ainda não contabilizou, mas foi menos de R$ 500 mil, conforme Peró.

“Quando atacam o cofre central, eles esperam sempre R$ 1 milhão para mais. É muita gente envolvida, mais os custos. Cerca de 15 participaram da ação. Foram vistos dez nas imagens, sendo cinco na Caixa e cinco no Banco do Brasil, mais os comparsas que deram apoio rodando a cidade”, explicou o delegado. Os bandidos arrombaram os caixas eletrônicos da Caixa Econômica e estouraram o cofre principal do Banco do Brasil.

Os caixas eletrônicos da Caixa devem voltar a funcionar nesta sexta-feira. A agência do Banco do Brasil teve a estrutura comprometida e deve retomar o atendimento normal em pelo menos uma semana. 

Ação

O grupo estava dividido em pelo menos cinco carros, entre eles, um Gol preto e uma caminhonete S-10. Tiros foram disparados pelos bandidos em vários pontos da cidade, inclusive, próximo ao posto da Polícia Militar e da Delegacia da Polícia Civil. “Eles fazem isso para intimidar”, disse Felipe Machado Potter, delegado lotado no município. Nas calçadas e nas ruas foram encontrados vários cartuchos deflagrados de pistola 9 milímetros, fuzil 556 e de 7,62×39mm.

O grupo ainda não foi identificado. As investigações ocorrem também em outros Estados. A polícia apura se ataque a uma agência do Banco do Brasil em Frutal (MG) - região do Triângulo Mineiro - na madrugada de ontem (08) tem relação com o crime em Chapadão do Sul. 

PUBLICIDADE