Campanha de vacinação termina nesta sexta, mas postos abrem sábado para atingir meta

Rosana Nunes em 31 de Agosto de 2018

Com mais de 80% de cobertura vacinal alcançada, Corumbá terá seis postos funcionando neste sábado, 1° de setembro, para vacinação contra sarampo e poliomielite (paralisia infantil). Funcionarão das 07h ao meio-dia as unidades de saúde do bairro Nova Corumbá; Beira Rio; Humberto Pereira; Breno de Medeiros; Gastão de Oliveira e Padre Ernesto Sassida (Dom Bosco). Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem receber as doses.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem ser levadas aos postos de vacinação

No caso da pólio, as crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida  recebem a vacina injetável e as que já tomaram uma ou mais doses devem receber a oral. Para o sarampo, todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos  recebem uma dose da tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

A extensão da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo, com a realização de um segundo Dia D, segue orientação do Ministério da Saúde para intensificação da campanha de vacinação com objetivo de atingir a meta de 95% das crianças com idade entre um ano e cinco anos.

Essas duas vacinas são oferecidas rotineiramente pela rede municipal de saúde. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo teve início em 06 de agosto e será encerrada oficialmente nesta sexta-feira, mas as vacinas vão continuar disponíveis nas salas de vacinação.

Em Corumbá, a meta é imunizar 7.135 crianças. Hoje, as doses estão disponíveis nas seguintes Unidades Básicas de Saúde: Ênio Cunha; Beira Rio; Luiz Fragelli; Gastão de Oliveira; Pedro Paulo 2; Popular Velha; Fernando Moutinho; Kadwéus; Nova Corumbá; Breno de Medeiros; Humberto Pereira; São Bartolomeu; Vitória Régia e no Padre Ernesto (Dom Bosco), das 07h30 às 10h30 e das 13h30 às 16h30. Nesta sexta-feira (31), o Gastão de Oliveira funciona até às 21 horas.

Cobertura vacinal

Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 3 milhões de crianças ainda precisam ser imunizadas. Entre as unidades da Federação com menor cobertura vacinal estão Rio de Janeiro, Distrito Federal, Roraima, Pará, Acre, Amazonas, Bahia, Piauí, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Mato Grosso. Apenas o Amapá atingiu a meta de imunizar 95% do público-alvo.

Casos de Sarampo

Até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos de sarampo no Brasil, enquanto 6.975 permanecem em investigação. O país enfrenta dois surtos da doença: no Amazonas, que já computa 1.211 casos confirmados e 6.905 em investigação, e em Roraima, onde há 300 casos confirmados e 70 em investigação. 

Casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos seguintes estados: São Paulo (2); Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2); Pernambuco (2); e Pará (2).

Foram confirmadas ainda sete mortes por sarampo, sendo quatro em Roraima (três em estrangeiros e uma em brasileiro) e três no Amazonas (todos brasileiros, sendo dois óbitos em Manaus e um no município de Autazes). Com informações da Agência Brasil e da assessoria de comunicação da PMC.

PUBLICIDADE