Após denúncias, SIG da Polícia Civil estoura "boca" no bairro Aeroporto

Ricardo Albertoni em 20 de Julho de 2018

Divulgação/SIG

Autor é conhecido no meio policial pela prática de tráfico de drogas na região do bairro Aeroporto

Cleiton Cesar da Silva, de 30 anos, identificado como proprietário de "boca de fumo" localizada na rua Duque de Caxias, bairro Aeroporto, foi preso por equipe do SIG – Setor de Investigações Gerais da Polícia Civil às 18h30 de quinta-feira (19) após os policiais monitorarem e flagrarem o autor vendenco droga no local conhecido como “Beco do Cleiton”.

Ação aconteceu após denúncias informando sobre a venda de entorpecentes. Durante o monitoramento dos policiais, foi observada a presença de dependentes químicos entrando e saindo do local. As transações ilícitas na boca podiam ser observadas a todo momento pela equipe, já que o portão do imóvel permanecia aberto.

Após a constatação, o SIG realizou a entrada tática na casa e encontrou sobre a cama de Cleiton, 42 “paradinhas” de pasta base de cocaína que pesaram aproximadamente 10 gramas, além de uma trouxinha de maconha.

Divulgação/SIG

Droga, dinheiro e um canivete foram encontrados no local

Segundo os policiais, o autor é conhecido no meio policial pela prática de tráfico de drogas na região do bairro Aeroporto e diversas denúncias já foram feitas contra ele. Antes da chegada da Polícia, Cleiton terminava de preparar as “paradinhas”, já que foram encontrados papéis picados com a mesma característica dos entorpecentes prontos. Um canivete e a quantia de R$ 37 em notas miúdas – característico do tráfico – também foram encontrados.

De acordo com o SIG, Cleiton confessou a prática do delito e informou que comprou os entorpecentes de uma pessoa conhecida como “Bacobaco”, que teria entregue as “paradinhas” em sua casa momentos antes. Ele foi preso e levado, juntamente com a droga e demais objetos, sem lesões corporais, para a delegacia.

O delegado Rodrigo Blonkowski, titular do SIG, destacou que a continuidade do trabalho de repressão ao tráfico de drogas na região vai continuar inclusive com apoio de novos delegados que chegaram à região. “O tráfico de drogas e delitos correlacionados continuarão com ainda maior rigor a ser combatidos pela Polícia Civil. Atualmente recebemos reforço de quatro novos delegados de Polícia, os quais irão ajudar e muito na elucidação de crimes, bem como em operações de inteligência e ostensivas na cidade”, explicou Blonkowski.

PUBLICIDADE