Condenado por homicídios e com ficha extensa, Paulo “Loco” é preso pela Polícia Civil de Ladário

Ricardo Albertoni em 20 de Maio de 2018

Divulgação Polícia Civil

Paulo César Marques da Costa, de 28 anos, já está no Estabelecimento Penal Masculino de Corumbá

Equipes da Polícia Civil de Ladário tiraram das ruas na última quinta-feira, 17 de maio, Paulo César Marques da Costa, de 28 anos, considerado de alta periculosidade. Também conhecido como Paulo “Loco”, ele era procurado pela Justiça desde o ano passado.

Paulo é acusado de participar em março deste ano de dois assaltos ocorridos em Corumbá, no bairro Aeroporto, quando os ladrões chegaram a agredir uma das vítimas, um idoso, e em Ladário, no bairro Alta Floresta. Na época, a Polícia Militar chegou a capturar dois indivíduos no bairro Maria Leite, que após questionados apontaram quais eram os comparsas, entre eles, Paulo “Loco”, foragido desde então. Imagens de circuito de monitoramento de um dos estabelecimentos assaltados também provam a participação do criminoso no roubo.

Reprodução

Imagens de circuito de monitoramento de um dos estabelecimentos assaltados, provam a participação de "Loco" no roubo

A ficha do bandido é extensa. São 16 registros incluindo: receptação, tráfico de drogas, furto, roubo, ameaça, desobediência e dois homicídios. Ele foi capturado pela equipe da Polícia Civil através de mandado de prisão para cumprimento da pena em regime fechado de 10 anos e 6 meses pela morte de Hudson Bento Gonçalves, ocorrida em outubro de 2013.

Havia informações de que após o assalto que cometeu, enquanto estava evadido do sistema de regime semiaberto, ele tinha saído da cidade, entretanto, as equipes continuaram monitorando o autor, que foi encontrado na quinta-feira no bairro Alta Floresta. Paulo também foi condenado a 19 anos, por outro homicídio em 2013. Ele é acusado de ser um dos autores do assassinato de Thiago Pereira Ramos, durante uma emboscada realizada com a ajuda de comparsa no bairro Terra Vermelha, em Ladário. "Loco" já está no Estabelecimento Penal Masculino de Corumbá.

PUBLICIDADE