Mesmo após goleada, Corumbaense ainda tem chances de avançar no Brasileiro da Série D

Ricardo Albertoni em 08 de Maio de 2018

Anderson Papel/DF Sports

Em partida disputada na sexta-feira, no Mané Garrincha, time pantaneiro perdeu por 4 a 0 para o Brasiliense

Embora a goleada de 4 a 0, sofrida na sexta-feira, 04 de maio, no jogo contra o Brasiliense, no Distrito Federal, tenha desanimado grande parte dos torcedores, o Corumbaense ainda tem chances de classificação para a próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série D de 2018.

Mesmo sendo difícil, o Carijó da Avenida ainda tem chances matemáticas de se classificar na liderança do grupo A10, mas, precisa vencer seus jogos e torcer para que os adversários que estão na frente da tabela não disparem, caso do Iporá, líder do grupo. Entretanto, não é só como líder que um time pode se classificar. Passam para a próxima fase, os líderes dos 17 grupos e mais os 15 melhores segundos colocados no geral.

O regulamento prevê que mesmo ficando em segundo lugar do grupo, o Corumbaense só não se classifica se estiver entre os dois vice-líderes com pior campanha entre todos os grupos. A terceira rodada do grupo A10, que teve fim no domingo (06) foi boa para os dois primeiros colocados. Além da vitória do Brasiliense sobre o Corumbaense, o Iporá se consolidou na dianteira após vencer o Dom Bosco de Mato Grosso. Foi a terceira vitória consecutiva do time goiano que segue com o aproveitamento de 100% na competição.

Para o representante de Corumbá, a derrota acendeu a luz amarela e deixou o time pressionado para o próximo jogo que acontece às 18h (horário de MS) de sábado, 12 de maio, no Arthur Marinho. O Dom Bosco vive o mesmo drama, porém, a vida do Azulão de Mato Grosso ficou mais complicada depois da derrota em casa para o Iporá por 1 a 0. O time comandado pelo ex-técnico do Carijó da Avenida, Gianni Freitas, perdeu os três jogos que realizou na Série D.

Próximos jogos

O returno do campeonato começa neste sábado (12). O Corumbaense recebe no Arthur Marinho, às 18h, o Brasiliense, recheado com nomes como o pentacampeão Lúcio, e jogadores conhecidos no cenário nacional como Wellington Saci; Souza, Erick Flores e Tartá. Inicialmente a partida estava marcada para o dia 13, porém, sofreu alterações a pedido do clube mandante, o Corumbaense.

O outro jogo da rodada acontece no domingo (13) em Goiás. O líder Iporá recebe o Dom Bosco, no estádio Ferreirão, para o jogo de volta entre as duas equipes. Após a terceira rodada, o Corumbaense vai a Mato Grosso, para enfrentar o Dom Bosco no dia 20 de maio e volta para casa para pegar o Iporá, no dia 27. A pedido dos mandantes, os jogos podem sofrer alterações de datas e horários.
Hoje, o Iporá tem nove pontos; o Brasiliense 6 pontos; em terceiro o Corumbaense tem 3 e o Dom Bosco, nenhum ponto ganho.

Novo está em terceiro no grupo A11

Outro representante de Mato Grosso do Sul na competição, o Novo, venceu no domingo (06) o Ceilândia do Distrito Federal. A vitória por 1 a 0 no Morenão, primeira do time na competição, trouxe a equipe de volta à disputa pela classificação. Com os três pontos conquistados, somados ao único ponto que o time havia conseguido ao empatar na estreia em casa com o Aparecidense, a equipe de MS ocupa a terceira colocação no grupo A11, que é liderado pelo Sinop de Mato Grosso, com 7 pontos. Aparecidense e Novo têm 4 pontos e ocupam a segunda e terceira colocações respectivamente. Com 1 ponto, o Ceilândia aparece na lanterna do grupo.

A Série D

O Campeonato Brasileiro da Série D é disputado por 68 clubes, divididos em 17 grupos de quatro equipes na primeira fase. Os 17 primeiros e os 15 melhores segundos colocados de cada chave avançam à segunda fase, que será disputada em jogos mata-mata de ida e volta. Caso não esteja entre os quatro melhores colocados ao fim do campeonato para avançar à Série C, por ser
vice-campeão estadual em 2018, o Corumbaense já está garantido na Série D do ano que vem.

PUBLICIDADE