PUBLICIDADE

Jogadores e técnico lamentam gols perdidos, mas estão confiantes no próximo jogo

Ricardo Albertoni em 11 de Março de 2018

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

William fez o gol do Corumbaense após chute cruzado de Guilherme

Apesar de não ter ampliado a vantagem em confronto de 180 minutos com o Comercial neste domingo, 11 de março, a torcida do Corumbaense Futebol Clube até saiu satisfeita pelo o que o time apresentou em campo. A equipe, que empatou com o Colorado, no Arthur Marinho em 1 a 1, foi superior em quase toda a partida e só não saiu com a vitória por causa de gols perdidos, principalmente na primeira etapa. O time que entrou em campo foi praticamente o mesmo que saiu jogando na partida contra o Urso, com exceção do goleiro Carlão que deu lugar a Guilherme e Bismarck que foi sacado para a entrada de Jorginho.

Com Eduardo Arroz mais uma vez sendo o principal articulador das jogadas, o Corumbaense impôs o ritmo desde o início e antes dos 35 minutos da primeira etapa, o Carijó da Avenida já havia desperdiçado pelo menos quatro chances claras de gol com Guilherme aos 5’, Jorginho aos 11’, Arroz aos 27’ e  William aos 32’.

Fazendo valer o velho clichê do futebol, de quem não faz toma, aos 38 minutos, em uma das poucas oportunidades para o Comercial, o juiz Thiago Alencar viu pênalti a favor do time visitante e marcou, apesar dos protestos de jogadores e torcida. Hyago chutou no canto direito do goleiro Guilherme e abriu o placar no "Gigante da Fronteira".

Mesmo após ter tomado o gol, o Corumbaense não diminuiu o ritmo e embalado pela torcida que compareceu em grande número, lotando a arquibancada coberta, chegou ao gol de empate aos 46 minutos da etapa inicial. Guilherme chutou cruzado e William estufou a rede sem chance para o goleiro colorado Rubens.

No segundo tempo, até mesmo pelo desgaste da primeira etapa, em que as equipes jogaram debaixo de forte calor, o jogo perdeu em intensidade, mas mesmo assim, o Corumbaense foi a equipe que teve as melhores chances. Logo no início o goleiro Rubens defendeu um chute de Jorginho que foi acionado na frente. O Corumbaense teve algumas oportunidades em bola parada desperdiçadas em cobranças ruins, mas aos 31 minutos, Arroz quase marcou após bater escanteio. A bola bateu na trave. 

No final da partida, ao Diário Corumbaense, Eduardo Arroz afirmou que a arbitragem não interferiu no resultado do jogo. O veterano jogador considerou falha do Corumbaense no lance. “Nós falhamos, o atacante é canhoto e ele estava na perna direita, nós demos brecha, tínhamos que esperar ele definir o lance. Não podemos reclamar de arbitragem não”, disse o jogador. 

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Corumbaense teve várias chances de gol durante a partida

Há duas partidas jogando com a responsabilidade de criar para o Corumbaense, Arroz explicou que esta é a função que se encaixa melhor, porém, devido a problemas no início da temporada, não teria como fazê-la de maneira plena. Afirmando que não faltou empenho durante o jogo, o meia ressaltou que o time vai voltar com a classificação.

"Eu prefiro jogar nessa posição, mas às vezes o torcedor não entende. Sou um jogador que gosta de estar com a bola, dar o passe, fazer lançamento longo. Praticamente não tive pré-temporada, tive alguns problemas familiares e depois jogando no sacrifício. Pra fazer essa função tem que estar bem fisicamente. Mas empenho não faltou, entrega, imprimimos o ritmo de jogo o tempo todo e infelizmente tomamos um gol de pênalti. Perdemos gols, eu mesmo perdi um gol no primeiro tempo que não podia. No segundo tempo tivemos algumas chances mas está em aberto, são 180 minutos, porém nós vamos buscar a vitória lá”, concluiu Eduardo Arroz.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

O segundo jogo acontece na quarta-feira, em Campo Grande

O técnico Gianni Freitas, que assumiu o comando do time na última terça-feira (06), também não quis entrar em polêmica sobre o pênalti marcado pelo juiz Thiago Alencar, apenas lembrou que não foi utilizado o mesmo critério em um lance contra o Comercial, quando Somália derrubou Agnaldo dentro da área, aos 35 minutos do segundo tempo.

“Achei que ele usou um critério para dar aquele pênalti, mas o mesmo lance aconteceu conosco e ele mudou o critério. Não discuto se foi ou não, discuto critério do árbitro”, disse Gianni.

Sobre o comportamento do time, o técnico ressaltou a evolução da equipe e afirmou que mesmo jogando pelo empate em Campo Grande, o time vai buscar a vitória. “Não faltou determinação, garra, empenho, isso não faltou e aos poucos vamos acertando os detalhes. Não faço milagres, é um processo gradual, um passo de cada vez. Não foi injusto na minha avaliação porque não fizemos mais gols, injusto seria se nós fizéssemos os gols e o árbitro tivesse anulado.  A gente sempre tem que jogar buscando a vitória, independentemente se jogarmos em casa ou fora. Acredito que a vitória é o que garante, o que te dá confiança e a exigir mais dos seus atletas”, pontuou Gianni.

Perguntado sobre Jorginho, jogador que tem entrado muito bem no time durante as partidas e como opção do treinador saiu jogando neste domingo, ao Diário Corumbaense Gianni elogiou o atleta e disse que pretende contar com o jogador em sua melhor forma. “O Jorginho é um bom jogador, sabemos que não podemos contar com ele nos dois tempos, mas podemos contar com o quanto ele aguenta. Veio para somar e ainda não está no ápice físico, precisa de mais ritmo de jogo e a gente cofia muito nele”, disse.

Para os jogadores do Comercial, o empate não foi um resultado ruim. O goleiro Rubens destacou a qualidade da equipe de Corumbá e disse que aposta em uma melhora do Colorado para a próxima partida, na quarta-feira, 14 de março.

“Eu considero um bom resultado, a equipe do Corumbaense é muito boa e agora é voltar para Campo Grande, fazer uma trabalho específico e melhorar para a próxima partida”, disse o jogador.

O empate ainda deixa o Corumbaense com situação favorável para a decisão que acontece na próxima quarta-feira (14) em Campo Grande. Se o jogo terminar com vitória do time pantaneiro ou a igualdade, o Corumbaense avança para a semifinal do Campeonato de Futebol de Mato Grosso do Sul. O vencedor do duelo enfrenta o vencedor de Águia Negra e União/ABC. O “Rubro-Negro de MS” ampliou a vantagem para o próximo jogo que acontece também na quarta-feira, em Rio Brilhante, após vencer o time de Campo Grande por 3 a 2. Os outros jogos deste domingo também terminaram empatados: o Urso empatou com o Operário em 1 a 1 em Mundo Novo e o jogo entre Costa Rica e Sete terminou sem gols no Laertão.

Retorno:

14/03 (quarta-feira) - Águia Negra x União/ABC- 20h10

14/03 (quarta-feira) - Comercial x Corumbaense - 20h45 - 

15/03 (quinta-feira ) - Operário x Urso  - 20h10 

15/03 (quinta-feira) - Sete x Costa Rica - 20h10

Notas

No início da partida houve um minuto de silêncio em respeito a morte de dois irmãos, tocedores do Corumbaense, assassinados na madrugada deste domingo, na parte alta de Corumbá.

Ainda no primeiro tempo, equipe dos bombeiros prestou atendimento ao cinegrafista Tyrone Roriz, da TV Morena, que teve um mal súbito. Ele, que estava na parte de cima da arquibancada coberta filmando o jogo, foi levado até a ambulância e transportado para o pronto-socorro municipal. Segundo o militar que realizou o atendimento, o profissional estava consciente, recebeu atendimento e permaneceu em repouso.

 

Saiba mais

27/03/2018 De olho na arbitragem, Corumbaense faz segundo jogo da semifinal amanhã contra o Novo

25/03/2018 Operário vence o Sete e é o primeiro finalista do Estadual 2018

23/03/2018 Com pênalti duvidoso, Novo consegue empate contra o Corumbaense no Morenão

20/03/2018 Técnico do Corumbaense aposta em “plano de jogo” e “maturidade” na semifinal

19/03/2018 Novo surpreende, elimina invicto Águia Negra e reedita última final contra Corumbaense na semi

16/03/2018 Operário se classifica nos acréscimos, Sete vence fora de casa; Águia e Novo empatam

15/03/2018 Costa Rica recorre de decisão após ser excluído do Estadual

14/03/2018 Corumbaense segura o empate e é o primeiro classificado para a semifinal do Estadual

14/03/2018 Na busca pela quarta semifinal consecutiva, Corumbaense enfrenta Comercial esta noite

11/03/2018 Corumbaense e Comercial ficam no empate no primeiro confronto do mata-mata

10/03/2018 No mata-mata, Corumbaense tem chance de devolver ao Comercial eliminação em 2016

08/03/2018 FFMS confirma Corumbaense e Comercial no domingo às 16h, no Arthur Marinho

08/03/2018 Corumbaense goleia Urso e leva vantagem no confronto contra o Comercial nas quartas de final

07/03/2018 Com novo técnico, Corumbaense enfrenta o Urso esta noite no Arthur Marinho

06/03/2018 Mudança de mentalidade e equilíbrio da defesa são primeiras missões de Gianni Freitas

05/03/2018 Corumbaense anuncia novo técnico; Gianni Freitas já comanda o time contra o Urso

04/03/2018 Douglas Ricardo não comanda mais o Corumbaense; "dever cumprido", diz treinador

03/03/2018 Corumbaense perde de virada para o Águia Negra e torcida protesta no Arthur Marinho

Galeria: Corumbaense 1 X 1 Comercial

Abrir Super Galeria
PUBLICIDADE