Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

FASP abre chamada pública para exposição de produtos e serviços de Economia Criativa

Lívia Gaertner em 30 de Agosto de 2017

Profissionais e coletivos do estado de Mato Grosso do Sul que produzam e difundam produtos e serviços autorais dentro do conceito de economia criativa poderão integrar a programação do 14º Festival América do Sul Pantanal, conforme chamada pública encontrada na edição desta quarta-feira, 30 de agosto, do Diário Oficial do Estado.

Serão escolhidos 20 expositores para integrar a programação do pavilhão do “2º MS Mostra MS – Espaço Economia Criativa” em pavilhão específico entre os dias 30 de novembro a 03 de dezembro. Conforme o documento, as propostas devem ser inseridas em alguns dos setores criativos: de moda (confecções, acessórios, calçados, joias, etc.); design (de móveis e objetos); artesanato, saberes e fazeres tradicionais e gastronomia.

Foto: Anderson Gallo/ Arquivo Diário Corumbaense

Pavilhão de expositores atrai grande público durante dias de Festival

As inscrições ficam abertas até o dia 22 de setembro. Após essa data, elas serão encaminhadas para curadores designados pela Coordenadoria de Economia Criativa, da Secretaria Estadual de Cultura e Cidadania, que priorizará criatividade, sustentabilidade, diversidade cultural e inovação.

Para mais detalhes, acesse a íntegra da chamada pública pelo link: http://www.spdo.ms.gov.br/diariodoe/Index/Download/DO9484_30_08_2017

O FASP

A 14ª edição do Festival América do Sul Pantanal começa no dia 26 de novembro com a realização de workshops e oficinas, além das atividades destinadas à população ribeirinha, conforme afirmou o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, em audiência pública realizada em Corumbá no último dia 16. A partir do dia 30 de novembro, começa o calendário com shows, exposições, exibições de cinema, teatro e dança. As apresentações vão até 03 de dezembro. Para a edição deste ano, o Governo de Mato Grosso do Sul conseguiu a chancela da Lei Rouanet que permite captação de até R$ 2,4 milhões em investimentos.

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE