Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
14 de Agosto de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Ex-senador Delcídio está de volta à política

Da Redação em 26 de Abril de 2018

Depois de ter tido o mandato de senador cassado em 2016, Delcídio do Amaral Gomes, que também deixou as fileiras do Partido dos Trabalhadores, onde se entendia muito bem com os ex-presidentes Lula e Dilma, retornou a uma agremiação política. Ele está no Partido Trabalhista Cristão (PTC), desde o início deste mês. 

Esperança

Delcídio perdeu seus direitos políticos e não pode se candidatar pelos próximos dez anos. Entretanto, ao que parece, ele tem esperanças de reaver o mandato e a possibilidade de concorrer a um cargo eletivo. Pelo menos é o que indica sua filiação a um partido político. 

Talvez

O restabelecimento do mandato de Demóstenes Torres, ex-senador cassado pelo Estado de Goiás, acusado de favorecer o jogo do bicho, tenha animado o político sul-mato-grossense a se preparar. Estando filiado a um partido, se conseguir decisão semelhante, Delcídio pode voltar a disputar eleições.

Resta saber

Se ele terá o mesmo volume de votos alcançado em pleitos anteriores, principalmente em Corumbá onde sempre reinou absoluto. Em 2014, quando o Mato Grosso do Sul elegeu Reinaldo Azambuja governador, Delcídio do Amaral obteve 72,4% dos votos dos corumbaenses para o governo.

Mesmo assim

Reinaldo não deixou de olhar para Corumbá para onde trouxe a Caravana da Saúde e onde vem fazendo investimentos em obras. A ligação do governador com o prefeito Marcelo Iunes que assinou recentemente no PSDB, o partido de Reinaldo, mostra que não ficaram mágoas pela derrota para Delcídio em terras pantaneiras. 

Na política

Muitas coisas podem acontecer. Depois de renunciar ao Senado para evitar a cassação, Antônio Carlos Magalhães, da Bahia, já falecido, tornou-se, no ano seguinte o recordista absoluto de votos ao Senado, voltando assim à Casa de Leis, reconduzido pelo povo baiano. Será que o povo pantaneiro também tem essa complacência?

O próprio Collor

Senador alagoano que é um dos pré-candidatos à presidência da República, foi eleito para o Senado Federal mesmo depois de ter sofrido o impeatchent como presidente da República. São coisas assim que fazem a política ser dinâmica e deixar o eleitor de queixo caído. 

Caçando o avião

Enquanto quatro mil soldados patrulham o Rio de Janeiro, através de intervenção Federal, três aviões da Força Aérea Brasileira abateram um avião monomotor que entrava em espaço aéreo brasileiro provavelmente vindo da Bolívia e carregado com droga ou contrabando. Isso só será comprovado quando os militares e a Polícia Federal encontrarem o avião que fez um pouso forçado próximo à Serra do Amolar. 

É como já dissemos

A droga entra por aqui, então a fronteira tem que ser melhor guarnecida. Existe uma estimativa de que ingressem só por Corumbá, em território brasileiro, duas toneladas de cocaína por mês. 

Por todas as vias

Por terra, ar, hidrovia, ferrovia e rodovia. Em todas essas vias já foram encontrados carregamentos de cocaína. Os maiores normalmente estão nos navios, nos aviões e nos trens. Mas, o governo ainda assim acredita que combater o tráfico formiga no Rio é o melhor negócio e vale a gastança de mais de um bilhão de reais...

 

* Detalhe é uma coluna de opinião do Diário Corumbaense que aborda os mais variados assuntos. 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE