Dois bolivianos e uma brasileira são detidos com roupas engomadas de cocaína em estrada paulista

Lívia Gaertner em 26 de Janeiro de 2018

Dois bolivianos e uma brasileira foram presos pela Polícia Militar Rodoviária na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), nos limites da cidade paulista de Presidente Venceslau, portando mais de 7,5 quilos de cocaína. O flagrante aconteceu na quarta-feira, 24 de janeiro, quando um ônibus que saiu da cidade Campo Grande, em Mato Grosso Sul e tinha como destino a capital São Paulo, foi parado para fiscalização.

Na entrevista aos passageiros, um boliviano, de 55 anos de idade, e uma brasileira, de 39 anos, apresentaram respostas vagas e incertas sobre os motivos de sua viagem, o que motivou uma revista minuciosa em uma mochila de cor preta, de propriedade do casal. No interior da referida bagagem, os policiais encontraram fundos falsos escondendo dois pacotes de cocaína.

Ao vistoriarem uma maleta também pertencente ao casal, os policiais encontraram mais dois pacotes da droga acomodados em um fundo falso, além de detectarem que as roupas contidas no interior dessa outra bagagem estavam engomadas com cocaína.

Divulgação PMR/SP

Droga estava escondida em fundo falso de bagagem e em forma de goma nas roupas

Na vistoria do bagageiro externo os policiais encontraram uma mala identificada como do casal. No interior dela apenas roupas, porém também engomadas com cocaína. O cidadão boliviano afirmou aos policiais que a bagagem era dele e que foi contratado na cidade de Puerto Quijarro (fronteira com Corumbá) para levar a droga até a cidade de São Paulo. Pelo transporte, ele receberia o valor de R$ 3 mil.

Com o flagrante, os policiais voltaram a realizar novas entrevistas com os passageiros do coletivo e, desta vez, um boliviano, de 58 anos, foi detido. Assim como o casal, ele apresentou respostas vagas e incertas sobre a viagem, além de nervosismo. Na verificação da passagem, os policiais constataram que o bilhete do entrevistado era sequencial, comprado no mesmo horário, ao do casal flagrado traficando droga. Além disso, os policiais puderam verificar ainda que ele mantinha contato telefônico com o casal.

O trio recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de droga e conduzido à Delegacia da Polícia Federal, em Presidente Prudente, onde aguardam audiência de  custódia.

PUBLICIDADE