Última fase do Estadual de 2018 será de pontos corridos

Ricardo Albertoni em 02 de Dezembro de 2017

Arquivo Diário/Anderson Gallo

Corumbaense, atual campeão da competição vai folgar na primeira rodada

Em reunião entre representantes de clubes e da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) ocorrida na tarde de sexta-feira, 1º de dezembro, foram discutidas alterações no formato do Campeonato Estadual da Série A de 2018.

Após a desistência do Naviraiense (Grupo B) devido a indefinições na diretoria do clube e dificuldades financeiras e a recusa do Cena (Clube Esportivo Nova Andradina), terceiro colocado da Série B que herdaria automaticamente a vaga, foi decidido que o grupo B, onde estão: Sete de Dourados, Águia Negra, Urso, Corumbaense e Operário de Dourados, deve permanecer com cinco times, enquanto o grupo A, fica com seis equipes: Comercial, Operário, Novo, União/ABC, Costa Rica e Misto.

De acordo com a FFMS, não há mais equipes aptas para participar da competição. Dos 11 clubes que disputarão o campeonato, o que somar menos pontos na média geral dos dois grupos, será o rebaixado. Após o pedido de afastamento, Naviraiense automaticamente já é o primeiro rebaixado da competição.

A outra mudança e mais significativa, acontece após as quartas de final. Nessa fase, os quatro classificados se enfrentam entre si em turno e returno, um quadrangular de pontos corridos.  Será a primeira vez em anos que a fase semifinal e final em estilo mata-mata do Campeonato Estadual de Mato Grosso do Sul não serão realizadas.

A competição começará no dia 17 de janeiro com Urso e Sete de Setembro; Misto e Novo; Operário de Dourados e Águia Negra; União e Operário. No dia seguinte, o Comercial receberá o Costa Rica. O Corumbaense que estrearia contra o Naviraiense vai folgar na primeira rodada, e jogar a primeira partida da competição em casa, no dia 20, contra o Operário de Dourados. A última rodada do quadrangular final está marcada para o dia 08 de abril.

O treinador Douglas Ricardo disse ao Diário Corumbaense que aprova a mudança no formato da competição e espera que seja vantajosa para o Corumbaense, atual campeão estadual. “Acho interessante, pelo menos mudou um pouco, saiu daquela mesmice, acho válida a tentativa para buscar melhorar. Estava há muitos anos daquele mesmo jeito. Mudou um pouco e espero que seja bom pra gente”, disse Douglas.

PUBLICIDADE