PUBLICIDADE

Paulo Duarte confirma favoritismo e é eleito prefeito de Corumbá

Da Redação em 07 de Outubro de 2012

Com a maioria absoluta dos votos, 53,77%, Paulo Duarte foi eleito prefeito de Corumbá com 27.400 votos para comandar o Executivo de 1º de janeiro de 2013 a 31 de dezembro de 2016. O resultado refletiu a vontade do povo por propostas e projetos para o futuro que demonstrassem firmeza na concretização de avanços importantes para o desenvolvimento da cidade e melhorias da qualidade de vida da população.

Duarte é deputado estadual no cumprimento do segundo mandato e sempre fez parte do grupo petista que tem dois corumbaenses, o senador Delcídio do Amaral e o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, que está em seu segundo mandato, além de sempre ter tido apoio do ex-governador Zeca do PT, de quem foi secretário de Fazenda, de Obras e de Governo e Chefe da Casa Civil.

Anderson Gallo/Diário Online

Em seu segundo mandato de deputado, Duarte passa a ser prefeito de Corumbá em 1º de janeiro de 2013

"Estou feliz da vida. Hoje em dia, as eleições demonstram isso, deu exatamente aquilo o que demonstrava todos os institutos de pesquisa, eu tive praticamente o dobro da segunda colocada. Nesse momento, a primeira coisa é agradecer a Deus nessa caminhada que foi não apenas dos três meses de campanha, mas o trabalho como deputado, como secretário, foi o que me conduziu aqui. À minha vice, a Márcia (Rolon); agradecer imensamente à população por um resultado desse expressivo, o carinho que nós recebemos. O que as urnas demonstraram foi aquilo que nós víamos nas nossas caminhadas: o carinho, a atenção da população que sempre esteve ao nosso lado", declarou o prefeito eleito que compareceu à sede da Justiça Eleitoral, onde os votos foram totalizados.

Durante a campanha eleitoral, Paulo Duarte foi duramente atacado por seus adversários, principalmente por Solange, do PMDB, que foi obrigada a ceder dez direitos de resposta e ainda levou R$ 350 mil em multas por ter se referido a Paulo de forma inverídica, segundo a Justiça Eleitoral. Em momento algum, ele contra-atacou e levou todos os casos para a Justiça. Duarte optou por traçar uma estratégia para mostrar o que já havia sido feito por seu grupo e com sua ajuda por Corumbá e suas intenções no futuro, após eleito.

"Outra coisa que as Eleições 2012 demostram é uma nova forma de fazer política. Não é somente em Corumbá, é no País. Aquelas velhas lideranças, aquela velha prática política está sendo enterrada, aquela política da agressão, da baixaria, ninguém mais quer isso. As pessoas querem saber quem tem capacidade política, quem tem condição de administrar uma cidade importante como Corumbá", disse Duarte.

Desde a primeira pesquisa ele era apontado com pouco mais de 53% dos votos e isso se confirmou. Em segundo lugar ficou Solange Oliveira, do PMDB com 14.387 votos (28,24%); em terceiro, Elano Almeida, do PPS com 7.948 votos (15,60%) e em quarto, Monje, do PSTU com 1.219 votos (2,30%). Votos brancos somaram 1.202 (2,22%); nulos, 1.902 (3,52%). A abstenção ficou em 14.853 (21,55%). Compareceram para votar 54.058 eleitores (78,45%), de um total de 68.911 votantes.

O prefeito eleito ainda fez questão de ressaltar que já começa a trabalhar nesta segunda-feira, 08 de outubro. "Estou muito feliz e consciente da responsabilidade que tenho. Já começo a trabalhar pensando no nosso governo a partir de 2013. Temos um desafio muito grande, mas estou muito animado, consciente do que vamos fazer junto com a população e com as grandes parcerias que vamos trazer para Corumbá, fazer aquilo que a gente disse em toda a campanha. Vamos cumprir tudo aquilo que nós falamos, vamos trabalhar muito, muito", afirmou.

Após cumprimentar os juízes eleitorais, Paulo Duarte seguiu em carreata que passou até o bairro Nova Corumbá e depois desceu em direção à avenida General Rondon, percorrendo a cidade de sul a norte. (matéria editada para acréscimo de informação).

 

 

Galeria: prefeito eleito paulo duarte

Abrir Super Galeria
PUBLICIDADE