PUBLICIDADE

Campanha encerra na sexta-feira e Corumbá ainda não atingiu meta de vacinação contra a polio

Leonardo Cabral em 28 de Outubro de 2020

Divulgação

Doses seguem disponíveis até o dia 30 de outubro, quando se encerra a campanha de vacinação

Faltando três dias para encerrar a campanha nacional de vacinação, que vai até 30 de outubro, ainda é considerada baixa a procura pelas doses de vacinas nos postos de saúde de Corumbá. Contra a poliomielite, das 7.110 crianças com menos de cinco anos, 4.811 já foram imunizadas.  

A polio é uma doença viral que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. Segundo a responsável pelo Programa Municipal de Imunização, Luciana Ambrósio, a vacinação é de extrema importância e os pais têm que se atentar e levar os filhos para tomarem a dose, já que a campanha, que teve início no dia 05 deste mês, se encerra na sexta-feira.

“A introdução da vacina tem grandes resultados, mas a baixa adesão faz com que os bebês fiquem suscetíveis a doenças oportunas. Quanto mais o cartão de vacina estiver atualizado, é melhor para os bebês e para os próprios pais”, falou Luciana.

"Aqueles bebês que não podem tomar a vacina seja por não estarem na faixa etária ou por algum outro motivo, podem correr o risco de  contaminação por essas doenças, por isso, uma vez imunizados, mais 'blindada' a criança estará contra doenças, como o caso da própria poliomielite, que atingiu milhares de crianças por longos anos”, reforçou. No Brasil não há circulação do vírus da poliomielite desde 1990.

Multivacinação

A campanha, que teve as unidades de saúde abertas nos últimos dois finais de semana consecutivos, também é para multivacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos para atualização da caderneta vacinal. Adultos e idosos também podem tomar doses que correspondam a sua faixa etária.

“Os postos estão com vacina para jovens, adolescentes, adultos, idosos, gestantes, para toda a população tem vacina. O foco da campanha é  atualizar o cartão vacinal”, enfatizou a coordenadora de imunização.

No entanto, aqueles adolescentes que forem até alguma unidade de saúde sem o cartão de vacinação, Luciana reforça que, “podem levar um documento com foto que automaticamente será aberto um novo cartão de vacina". 

As vacinas disponíveis são a de meningite, para adolescentes de 11 a 12 anos; HPV, para meninas de 09 a 14 anos e os meninos com idade de 11 a 14 anos, além de difteria, tétano, hepatite B, febre amarela, caxumba, rubéola, meningite C e a meningite ACWY.

Para os adultos, a campanha destina doses contra o sarampo, com idade de 20 a 49 anos, independente de dose anterior. Apenas as gestantes não podem tomar essa vacina.

As doses da influenza também estão disponíveis para a população em geral. Já os idosos, devem se atentar com as doses: pneumonia 23 valente, hepatite B, tétano e difteria.

Contra a paralisia infantil, até agora 67,09% das crianças já foram imunizadas em Corumbá, mas o preconizado pelo Ministério da Saúde é 95% do público alvo.

São as seguintes as unidades de saúde que funcionam de segunda a sexta, das 07h30 às 10h30 e das 13h30 às 16h30:

Luís Fragelli

Angélica Anache

Ênio Cunha I

Pedro Paulo II

Humberto Pereira

Paulo Maissato

Lúcia Maria

Ranulfo Vasconcellos

No horário das 13h às 20h:

Breno de Medeiros 

PUBLICIDADE