PUBLICIDADE

Operação Ágata começa na região de fronteira e dois são presos por receptação

Leonardo Cabral em 14 de Fevereiro de 2020

Dois homens, ambos de 26 anos, foram presos com maconha e por receptação. Os dois estavam tentando trazer para Corumbá, um veículo, Onix LT, placas QAN 1716, com registro de roubo, quando por volta das 05h desta sexta-feira, 14 de fevereiro, foram abordados na barreira policial, no Posto Lampião Aceso, na BR-262.

Conforme o boletim de ocorrência 934/2020, os policiais da Força Tática da Polícia Militar, foram acionados para dar apoio à ocorrência e durante revista pessoal encontraram com um dos autores uma porção de maconha. Porém, ao serem indagados sobre o motivo da viagem, eles confessaram que foram contratados em Campo Grande, para trazer o carro até Corumbá, onde seria deixado próximo ao Terminal Rodoviário e uma pessoa ficaria responsável em pegar o automóvel e atravessá-lo para a Bolívia.

A dupla contou também que iria receber a quantia total de R$ 2 mil pelo serviço e que o valor seria depositado na conta bancária de um homem. No sistema policial, o carro tem registro de furto/roubo.

Operação Ágata

Divulgação

Operação conta com a participação de diversos órgãos de segurança

A prisão dos acusados aconteceu durante a XI Operação Ágata, que começou na quinta-feira, 13 de fevereiro, na região de fronteira entre Corumbá e Bolívia. 

A operação tem como objetivo, intensificar a presença do Estado nas regiões da faixa de fronteira e fortalecer a prevenção, o controle, a fiscalização e a repressão aos delitos transfronteiriços, tais como tráfico de pessoas, drogas, armas e munições, bem como os crimes ambientais.

A ação é uma iniciativa do Ministério da Defesa, sob coordenação do Comando do 6º  Distrito Naval (Com6ODN) em conjunto com o Comando Militar do Oeste (CMO) e apoio dos Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização (OSPF): Força Nacional de Segurança, Polícia Federal, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública – MS, Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental e Polícia Rodoviária Estadual.

Desde 2017 um novo formato

Nas edições anteriores, a operação era desencadeada a nível nacional e simultaneamente em todas as fronteiras brasileiras. Hoje, segundo o Ministério da Defesa, as operações são pontuais, sem datas previstas para ocorrer e sem prazo determinado.

PUBLICIDADE