PUBLICIDADE

Condenado por homicídio e tráfico de drogas, brasileiro é extraditado da Bolívia e entregue à PF

Leonardo Cabral em 29 de Junho de 2019

Foto enviada ao Diário Corumbaense

Polícia Boliviana entregou foragido à PF na ponte que limita os dois países

O brasileiro Anilson Ricardo Nerys, de 37 anos, foi extraditado da Bolívia e entregue à Polícia Federal do Brasil na sexta-feira, 28 de junho, na ponte que limita a fronteira entre Corumbá e o país andino. Anilson foi preso na cidade de Santa Cruz de la Sierra e era foragido da Justiça brasileira.

Um forte esquema de segurança foi montado na região de fronteira entre as polícias dos dois países, por volta das 06h30, quando ele foi entregue aos agentes da PF.

Em nota, a Polícia Federal de Corumbá informou que Anilson, conhecido como “Rei”, foi preso pela FELCN (Força Especial de Luta contra o Narcotráfico) após colaboração e troca de informações entre as duas instituições policiais. 

Divulgação/PF Corumbá

Anilson Ricardo Nerys era foragido da Justiça do Brasil por vários crimes

O brasileiro, condenado por diversos crimes, como homicídio e tráfico de drogas, se escondia na Bolívia com documentos falsos. De volta ao País, ele foi encaminhado para o sistema penitenciário. 

A nota também informa que outro brasileiro que acompanhava Anilson, também expulso da Bolívia por estar irregularmente naquele país, foi liberado porque não havia nenhum mandado de prisão contra ele. 

O documento de extradição dos dois brasileiros 013/2019, o qual o Diário Corumbaense teve acesso, foi oficializado no setor de Migração, que está localizado em posto na fronteira entre os países, informa que o brasileiro que estava junto com o foragido da Justiça do Brasil, ingressou em território boliviano no dia 05 de maio de 2019.

PUBLICIDADE