PUBLICIDADE

Excesso de velocidade foi principal infração nas rodovias federais de MS no feriadão

Rosana Nunes em 24 de Junho de 2019

Divulgação/PRF

Policiais rodoviários federais fiscalizaram mais de 3,6 mil quilômetros de rodovias

A Polícia Rodoviária Federal encerrou à meia-noite de domingo (23) a Operação Corpus Christi 2019, iniciada na última quarta-feira (19), nos mais de 3.652 quilômetros de rodovias federais em Mato Grosso do Sul. 

De acordo com o balanço divulgado na manhã desta segunda-feira (24), nos cinco dias de fiscalização, foram registrados 24 acidentes, seis deles graves. Houve um óbito e 48 pessoas ficaram feridas. Em relação a 2018, houve aumento no número de acidentes (de 16 para 24); acidentes graves (de 1 para 6) e no número de feridos (de 15 para 48). No ano passado também houve um óbito.

Este ano, vinte e cinco motoristas foram flagrados dirigindo embriagados e um foi preso. 2.015 testes de alcoolemia foram realizados no período. O balanço ainda informa que 5.330 veículos foram fiscalizados, além de 5.699 pessoas.

As autuações somaram 3.398, sendo o excesso de velocidade a principal infração: 2.573 casos. Condutor sem o cinto de segurança (11); passageiro sem o cinto de segurança (40); transportar criança fora do dispositivo de segurança (4); ultrapassagem indevida (109), foram as outras infrações de trânsito cometidas. A PRF também atingiu 682 pessoas com as atividades de Educação para o Trânsito. 

As atividades foram realizadas com o apoio das 9 delegacias e 22 unidades operacionais da PRF. Os policiais rodoviários federais fizeram a fiscalização com viaturas, motocicletas, aparelhos de etilômetro (bafômetro) e radares portáteis.

PUBLICIDADE