PUBLICIDADE

Hábitos simples ajudam a diminuir a circulação do vírus da gripe, alerta secretaria

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 20 de Junho de 2019

A Secretaria de Saúde de Corumbá está monitorando os casos de síndrome gripal do município, em que os pacientes procuraram atendimento em alguma Unidade de Saúde. De todos os quadros de síndrome gripal, 15 foram notificados como suspeita de Influenza e enviados para análise laboratorial para verificação, 10 foram negativos, 2 estão aguardando resultado e 3 positivos, que evoluíram para óbito. Nas três mortes, os pacientes tinham alguma comorbidade, ou seja, a pessoa tinha uma doença preexistente e estava dentro do grupo de risco, o qual o programa do Governo Federal realizou campanha de imunização.

 

Segundo o Boletim Epidemiológico do Governo do Estado, divulgado em 19 de junho, em todo o Estado são 117 casos confirmados e 24 óbitos.

 

Clóvis Neto/PMC

Na campanha de vacinação dos grupos prioritários, Corumbá atingiu mais de 100 por cento da meta

A Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Mariangela Capurro, esclarece que neste período há aumento das síndromes respiratórias. "Estamos em um período sazonal, que vai do final de maio até agosto. O outono e o inverno favorecem a proliferação das síndromes respiratórias, a maioria dos casos não são de Influenza. Estamos monitorando os casos suspeitos no município, inclusive os que estão sendo tratados na rede particular”, afirmou. 

A Gerente da Vigilância em Saúde, Viviane Ametlla, reforça que atualmente Corumbá não está em um quadro de surto ou epidemia de Influenza. "Até o momento tivemos três casos confirmados, o que não é considerado epidemia, mas em um curto espaço de tempo este quadro pode mudar. Por isso, é importante que todos tomem os cuidados necessários, e quem tiver os sintomas deve procurar uma unidade de atendimento logo no início, pois conforme o Protocolo do Ministério da Saúde, o começo do tratamento deve ser preferencialmente nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas e o exame comprobatório em até 7 dias do início dos sintomas para não ocorrer um falso negativo”.

 

Corumbá atingiu a meta de vacinação do grupo prioritário, vacinando 30.742 pessoas, superando a cobertura vacinal em 100,7%. Mesmo assim, foi solicitado ao Ministério da Saúde e à Secretaria de Saúde do Estado, que já respondeu que não dispõe de vacinas em estoque.

 

Na cidade há estabelecimentos particulares comercializando a vacina contra a Influenza. É importante que o consumidor tome cuidados necessários, como verificar se o local tem autorização da Vigilância Sanitária para aplicação e se a dose da vacina tem procedência. Informações sobre o estabelecimento e a procedência podem ser obtidas pelo telefone: 3907-5314.

 

Uma ação fundamental para diminuir a circulação dos vírus da gripe é a adoção de hábitos simples:


- Higienizar as mãos com frequência;

- Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

- Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

- Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

- Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;

- Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social;

- Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração;

- Evitar visitas a hospitais;

- Ventilar os ambientes.

 

Dúvidas frequentes


Resfriado e influenza (gripe) são a mesma coisa?


Não. O resfriado geralmente é mais brando que a gripe e pode durar de 2 a 4 dias. Também apresenta sintomas relacionados ao comprometimento das vias aéreas superiores, mas a febre é menos comum e, quando presente, é de baixa intensidade. Outros sintomas também podem estar presentes, como mal estar, dores musculares e dor de cabeça. Assim como na gripe, o resfriado comum também pode apresentar complicações como otites, sinusites, bronquites e até mesmo quadros mais graves, dependendo do agente etiológico que está provocando a infecção.

 

A vacina contra a gripe protege tanto contra o H1N1 como contra o H3N2, além de também oferecer proteção contra influenza B. Qual o critério para a escolha dos grupos?


Os grupos prioritários são escolhidos levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe. Os critérios são construídos a partir da investigação do perfil dos casos graves e dos casos de óbito por gripe.


PUBLICIDADE