PUBLICIDADE

Inverno chega dia 21 com pouca chuva e temperatura abaixo dos 5ºC

Campo Grande News em 14 de Junho de 2019

O Inverno chega a Mato Grosso do Sul às 11h54 da próxima sexta-feira (21). A nova estação será de pouca chuva, com baixa umidade relativa do ar e temperatura mínima abaixo dos 5ºC na região sul do Estado. As estiagens podem ser intensas com graves consequências, além das poucas frentes frias.

A estação começa com o dia mais curto do ano e a noite mais longa. Depois, os dias vão aumentando aos poucos. As chuvas serão irregulares, mal distribuídas e com pouco volume. As frentes frias avançam com fraca intensidade. Os registros totais de chuva, somados no trimestre (julho/agosto/setembro), não devem ser superiores a 150 mm (milímetros). O inverno acaba às 03h50 do dia 23 de setembro.

Conforme o meteorologista da Uniderp, Natálio Abrahão Filho, o que vem após a passagem das frentes frias são as massas de ar polares. Essas massas provocam considerável queda de temperatura. As cidades de Ponta Porã, Amambaí, Dourados, Paranhos, Eldorado, Mundo Novo, Maracaju, Rio Brilhante e Sete Quedas podem registrar valores abaixo de cinco a zero grau.

Fenômenos registrados com muita frequência no inverno são as constantes inversões térmicas causando nevoeiros, névoas secas e neblinas (no período da manhã) com umidade baixa. Quando há inversão térmica, os dias sem chuva se intensificam, formam-se ventos que levantam poeira, areia. Situações que causam irritações e doenças principalmente em crianças e idosos.

O ar seco e o vento calmo favorecem a formação da bruma (substância sólidas suspensas no ar), muitas vezes decorrentes de queimadas e incêndio, poluindo o ar. Índices de umidade abaixo de 30% são esperados entre junho e setembro, assim como temperaturas máximas acima dos 30 graus. As manhãs serão frias e as tardes quentes e secas.

Episódios de umidade relativa do ar abaixo dos 20% irão se repetir com frequência. Os focos de calor vão se multiplicar. Os municípios com possibilidade de episódios de umidade e temperatura críticas são: no oeste (nas regiões de Corumbá, Ladário, Miranda, Bodoquena e Porto Murtinho), no norte (Coxim, Sonora, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso e Alcinópolis), no leste (Água Clara, Inocência, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Serviria, Ribas do Rio Pardo e Três Lagoas).

PUBLICIDADE