Quarta cidade mais populosa de MS, Corumbá completa 240 anos

Rosana Nunes em 21 de Setembro de 2018

Anderson Gallo/Arquivo Diário Corumbaense

Corumbá tem área territorial de quase 65 mil km quadrados

Quarta cidade mais populosa do Mato Grosso do Sul com 110.806 habitantes, segundo estimativa populacional deste ano do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), Corumbá completa nesta sexta-feira, 21 de setembro, 240 anos de fundação.

Atualmente, encontra-se na faixa classificada como alto grau de desenvolvimento. O Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013, divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), qualificou o Índice do Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) corumbaense em 0,700. Os dados, coletados em 2010, mostraram crescimento de quase 20% no IDHM num período de dez anos. Originalmente, o levantamento é realizado a cada década.

O Índice em 1991 era de 0,509 (Baixo); em 2000 passou para 0,584 (Baixo) e , em 2010, chegou a Alto (0,700).  A expectativa de vida subiu para 75 anos,aumentando 7,4 anos nas últimas duas décadas. De acordo com dados da dimensão Longevidade do IDHM, a expectativa de vida passou de 67,7 anos em 1991 para 71,4 anos em 2000, e para 75,1 anos em 2010. No Mato Grosso do Sul, a esperança média de vida ao nascer é de 75,0 anos. No país de 73,9 anos.

De acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil,entre 2000 e 2010, a taxa de atividade da população de 18 anos ou mais(economicamente ativa) passou de 64,76% em 2000 para 68,08% em 2010.  Ao mesmo tempo, sua taxa de desocupação(percentual da população economicamente ativa que estava desocupada) passou de 17,94% em 2000 para 7,87% em 2010. Os indicadores de Habitação revelam que em 2010, total de 93,32% da população vivia em domicílios com água encanada;outros 97,47% tinham energia elétrica nas casas e 97,62% da população urbana era atendida pela coleta de lixo.

A Educação foi o indicador que mais evoluiu em Corumbá. Teve crescimento de 0,188 e saltou de 0,398 em 2000 para 0,586 em 2010. O IDHM ainda leva em consideração os chamados "anos esperados de estudo". Esse quesito indica o número de anos que a criança que inicia a vida escolar no ano de referência tende a completar.

Em 2010, Corumbá tinha 9,99 anos esperados de estudo, em 2000 tinha 8,46 anos e em 1991 8,54 anos. Enquanto que Mato Grosso do Sul,tinha 10,08 anos esperados de estudo em 2010, 9,52 anos em 2000 e 8,56 anos em 1991.

Corumbá em números

População estimada 2018 - 110.806 pessoas

População Censo 2010 - 103.703 pessoas

Densidade demográfica - 1,60 hab/km² (com base no Censo)

Área territorial - 64.962,854 km²

Salário médio mensal dos trabalhadores formais (2017) - 2,7 salários mínimos

Pessoal ocupado (2016) - 15.978 pessoas

População ocupada (2016) - 14,6%

Escolarização 6 a 14 anos (2010) - 94,7 %

Ensino fundamental (2017) - 16.744 matrículas

Ensino médio (2017) - 4.361 matrículas

Esgotamento sanitário adequado (2010) - 19,3 %

Arborização de vias públicas (2010) - 96,6 %

Urbanização de vias públicas (2010) - 33,4 %

Automóvel (2016) - 18.310

Caminhão (2016) - 950

Motocicleta (2016) - 10.337

Ônibus (2016) - 249

Fonte: IBGE

Ocupação teve início no século 16

A ocupação da região teve início no século 16 quando, com a expectativa de encontrar ouro, a área do atual município foi explorada pelos portugueses, que começaram a chegar em 1524. Fundado em 1778 para impedir os avanços dos espanhóis pela fronteira brasileira em busca do mineral precioso, o Arraial de Nossa Senhora da Conceição de Albuquerque, primeira denominação do vilarejo, transformou-se no principal entreposto comercial da região.

A ata de fundação de Corumbá foi lavrada em 21 de setembro de 1778. Foi elevada a distrito pela Lei nº 04, de 19 de abril de 1838 e a município pela Lei nº 712, de 05 de julho de 1850.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Albuquerque pela Lei Provincial n.º 4, de 19-04-1838.

Elevada à categoria de vila com a denominação de Albuquerque pela Lei Provincial n.º 12, de 05-07-1850.

Pela Lei n.º 6, de 11-11-1869, a vila de Albuquerque foi extinta.

Elevada novamente à categoria de vila com a denominação de Albuquerque pela Lei n.º 7, de 07-10-1871, é desmembrada do município de Cuiabá e instalada em 14-05-1872.

Elevada à condição de cidade com a denominação de Corumbá pela Lei Provincial n.º 525, de 15-11-1878.

Pela Lei n.º 134, de 16-03-1896, é criado o distrito de Ladário e anexado ao município de Corumbá.

Por Resolução Estadual n.º 255, de 10-04-1900, é criado o distrito de Porto Murtinho e anexado ao município de Corumbá.

Pela Lei Estadual n.º 327, de 08-04-1902, é criado o distrito de Dourados e anexado ao município de Corumbá.

Pela Lei Estadual n.º 560, de 20-06-1911, ou Decreto Estadual n.º 310, de 02-04-1912, é desmembrado do município de Corumbá o distrito de Porto Murtinho, elevado à categoria de município.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911 o município é constituído de 4 distritos: Corumbá, Albuquerque, Dourados e Ladário. Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 6 distritos: Corumbá,Albuquerque, Dourados, Ladário, Morcego e Nhecolândia.

No quadro anexo ao Decreto-lei Estadual n.º 145, de 29-03-1938, o distrito de Dourados aparece denominado Amolar. Também nesse quadro aparece o distrito de Porto Esperança.

Pelo Decreto-lei Estadual n.º 208, de 26-10-1938, o distrito de Nhecolândia tomou a denominação de Mercedes e Morcego passou a chamar-se Santa Rosa.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939 a 1943 o município é constituído de 7 distritos: Corumbá, Albuquerque, Amolar, Ladário,Mercedes, Porto Esperança e Santa Rosa.

Pelo Decreto-lei Estadual n.º 545, de 31-12-1943, o distrito de Santa Rosa tomou a denominação de Paiaguás.

Pela Lei Estadual n.º 137, de 30-09-1948, o distrito de Mercedes voltou a denominar-se Nhecolândia.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950 o município é constituído de 7 distritos: Corumbá, Albuquerque, Amolar, Ladário, Nhecolândia, Paiaguás e Porto Esperança.

Pela Lei n.º 679, de 11 de dezembro de 1953, desmembra do município de Corumbá o distrito de Ladário, elevado à categoria de município.

Pela Lei Estadual n.º 715, de 17-12-1953, é criado o distrito de Coimbra, com terras desmembradas dos distritos de Porto Esperança e Albuquerque e anexado ao município de Corumbá.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 7 distritos: Corumbá, Albuquerque, Amolar, Coimbra, Nhecolândia, Paiaguás e Porto Esperança. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2014.

PUBLICIDADE