PUBLICIDADE

Primavera será de forte calor e muita chuva em MS, prevê meteorologia

Campo Grande News em 18 de Setembro de 2018

Paulo Francis/CG News

Um dos símbolos da primavera em MS, o Ipê branco

A primavera será de calorão e muita chuva em Mato Grosso do Sul, prevê o  meteorologista Natálio Abraão. A estação começa oficialmente às 21h54 do dia 22 deste mês e a previsão é de que cidades do Estado voltem a figurar entre os municípios mais quentes do Brasil com máximas de até 41ºC. Além disso, o intenso calor pode provocar pancadas de chuvas frequentes em quase todo o Estado.

Conforme o relatório divulgado, o começo da estação - entre 20 e 30 de setembro – as chuvas ainda serão irregulares no Estado. Pode faltar chuva nas regiões leste, sudeste e parte do sul.

O início das chuvas mais regulares ocorre a partir da primeira quinzena de outubro. No mês, o período de chuvas será mais regular com o prognóstico de chuva em todas as regiões, inclusive com valores acima da média para o Estado. Haverá exceções em alguns municípios, mas as regiões produtoras serão beneficiadas.

Em novembro, há chance de curtos períodos de enchentes. As chuvas podem ficar acima das médias nas regiões norte, nordeste e oeste do Estado. Portanto pode haver alerta em Coxim, Corumbá e região. Os modelos indicam valores em excesso, possibilidade de enchentes, inundações e de chuvas fortes. Nessas regiões, as pancadas de chuvas se intensificam em outubro e seguem pelo mês de novembro.

Calorão

Campo Grande, Corumbá, Água Clara, Três lagoas e Sonora tiveram extremos máximos em agosto e setembro e podem apresentar novamente, temperaturas entre 33 e 41ºC em outubro, historicamente o mês mais quente do ano.

Por isso, a umidade relativa apresenta valores abaixo de 30%. Valores mínimos abaixo dos 20% é possível entre setembro e o mês de outubro. O recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) é de 60%. Contudo, não se descarta neste período, que ainda podem ocorrer incursões de massas de ar frio causando declínio acentuado da temperatura no centro- sul de Mato Grosso do Sul.

PUBLICIDADE