Semana Sesc de Diálogos Culturais começa hoje em Corumbá

Da Redação em 28 de Agosto de 2018

De 28 de agosto a 01 de setembro, o Sesc Corumbá promove a Semana Sesc de Diálogos Culturais, com o cruzamento de linguagens como palestras, contações de histórias, bate-papos e exposições, de forma a fomentar a literatura, oxigenando expoentes da área com os grupos e nichos artísticos locais e ao mesmo tempo envolver o público, estimulando a leitura.

Os objetivos da ação passam pelo incentivo à produção literária, contribuição para capacidade analítica do público e encantamento das crianças, estimulando o gosto pela literatura, por meio das contações. Também visa promover trocas de experimentação entre contadores locais e nacionais e o debate sobre as novas mídias e suas contribuições possíveis dentro do universo dessa linguagem

A partir do primeiro dia até o encerramento, estará aberta à visitação a Exposição Cores no formato de poesia, história e Cultura, de Vitor Hugo, que retrata o perfil dos trabalhos do artista, inspirado no cotidiano, nas cores simples das estações, nos formatos e personalidades distintas, uma série de obras que envolvem poesia e simplicidade, em mensagens sutis ao espectador. Vitor Hugo, que produz pinturas em telas e murais, já realizou trabalhos em localizações distintas, como na praia do Cassino (RS) no intercâmbio BRASIS (2013), representando o estado de Mato Grosso do Sul.

Hoje (28), às 19h30, haverá a palestra “Você fala portunhol?”, com Suzana Mancilla Barreda, que é Mestre e doutora em Educação, é professora do curso de Letras da UFMS/CPAN, além de  líder do grupo de Pesquisa (CNPQ) Linguagens em Fronteiras, que atua na pesquisa sobre português como língua estrangeira/ língua de fronteiras.

Dia 29, Wellington Furtado Ramos conduz a palestra “Você já leu literaturas?” Licenciado em Letras, mestre em Estudos de Linguagens e Doutor em Literatura Brasileira Contemporânea. É professor de Teoria Literária e Literatura Brasileira da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Foi membro da comissão julgadora do Prêmio Guavira de Literatura e mediador em projetos como Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras e FliSesc, no Sesc Morada dos Baís e Sesc Corumbá, respectivamente.

No dia 30, tem Oficina de Mediação Literária com Rodrigo Casarin, das 17h30 às 21h30 e às 19h será exibido o longa “Lope”, dirigido por Andrucha Waddington e que traz a jornada de Lope (Alberto Ammann), um jovem poeta ambicioso e um eterno apaixonado. Vivendo mais o presente do que pensando no futuro, ele se entrega ao amor de duas mulheres e desafia regras que podem transformá-lo de herói a vilão, trazendo a desgraça ou a glória.

Tem espetáculo de contação “Maanape, Jiguê e Macunaíma” na sexta-feira, 31 e no sábado, 01 de setembro, às 19 horas. Tendo como ponto de partida os nomes de Macunaíma e seus dois irmãos, este espetáculo de contação de histórias parte da alegoria construída por Mário de Andrade acerca das nossas origens étnicas fundamentais: indígena, africana e europeia. A partir da narração do trecho inicial da obra “Macunaíma”, do nascimento do herói até o banho na água encantada que o transforma em branco, seu irmão Jiguê em índio e Maanape que permanece negro, são narrados contos da tradição oral indígena, africana e europeia.

Também no dia 31, às 19h30, haverá leitura mediada do Livro “Laranja Mecânica”, de Anthony Burgess, com mediação de Rodrigo Casarin. Narrada pelo protagonista, o adolescente Alex, esta brilhante e perturbadora história cria uma sociedade futurista em que a violência atinge proporções gigantescas e provoca uma reposta igualmente agressiva de um governo totalitário. A estranha linguagem utilizada por Alex - soberbamente engendrada pelo autor - empresta uma dimensão quase lírica ao texto. Ao lado de '1984', de George Orwell, e 'Admirável Mundo Novo', de Aldous Huxley, 'Laranja Mecânica' é um dos ícones literários da alienação pós-industrial que caracterizou o século XX. Adaptado com maestria para o cinema em 1972 por Stanley Kubrick, é uma obra marcante: depois da sua leitura, você jamais será o mesmo.

No sábado, 01, às 16 horas, tem Ciranda da Contação “Mão Molenga”, por Salim Haqzam, atividade voltada à criançada. Para participar, é preciso levar embalagens de produtos (garrafas pet, embalagens de iogurte, tampinhas, copinhos, sucatinhas). Encerrando a programação da Semana Sesc de Diálogos Culturais, também no sábado, às 20h30, a “Literatura em stories e likes”, com Vilto Reis (idealizador do site Homo Literatus), Michelle Lopes e mediação de Rodrigo Casarin

Serviço – O Sesc Corumbá fica na rua 13 de Junho, 1703 – Centro. Informações pelo telefone (67) 3232-3130. Com assessoria de imprensa. 

PUBLICIDADE