Empresa russa pagará R$ 5 bilhões para assumir fábrica de fertilizantes em Três Lagoas

Campo Grande News em 19 de Julho de 2018

Vanessa Tamires/Arquivo

Placa fixada nas obras da UFN-3

A empresa russa Acron pretende investir R$ 5 bilhões na compra da fábrica de fertilizantes UFN-3, que fica em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. A informação foi passada pelo senador Pedro Chaves (PSC), que acompanha as negociações de perto.

O empreendimento começou a ser construído em 2011 pela Petrobras com previsão ser ser inaugurado três anos depois. Conforme o projeto, a planta deveria produzir 3,6 mil toneladas de ureia e 2,2 mil toneladas de amônia por dia. Ambos os produtos são usados no seguimento de adubos. Contudo, as obras travaram com 81% de conclusão.

Pedro Chaves explica que a Petrobras ficaria com R$ 3,2 bilhões do montante oferecido pela companhia estrangeira. Outros R$ 40 milhões seriam usados no pagamento das dívidas deixadas pela antiga construtora e o restante seria aplicado na conclusão da planta.

A estatal confirmou no dia 09 de maio que a Acron estava interessada em comprar a UFN-3 e garantiu exclusividade de 90 dias nas negociações. A empresa já havia anunciado a fase vinculante para venda de sua participação na UFN-3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados 3) e também da Ansa (Araucária Nitrogenados S.A.) no fim do ano passado.

Em 2017 o volume de vendas da empresa russa atingiu mais de 7,3 milhões de toneladas, com receitas consolidadas de US$ 1,6 bilhão e Ebitda de US$ 511 milhões de acordo com o International Financial Reporting Standards. A Acron é uma sociedade anônima de capital aberto, com ações negociadas na Bolsa de Valores de Moscou e de Londres.

PUBLICIDADE