Dourados: atiradores de duplo assassinato gritam: "aqui é PCC"

Campo Grande News em 18 de Julho de 2018

Adilson Domingos/CG News

Policiais militares no local do crime, na "Favelinha"

Moradores da “Favelinha” relataram a polícia que atiradores disseram “aqui é PCC” logo após dispararem pelo menos 12 tiros que mataram dois homens ontem (17) a noite em Dourados – a 233 quilômetros de Campo Grande. No atentado, Getúlio Vargas da Silva, de 37 anos, e outra vítima ainda não identificada, morreram.

Consta no boletim de ocorrência, que na casa foram encontrados nove papelotes de cocaína, junto aos corpos das vítimas. Moradores que não quiseram se identificar contaram à polícia que os dois homens que desceram do carro branco gritaram logo após o atentado “aqui é PCC” pelo menos três vezes.

O duplo assassinato ocorreu na Comunidade Ouro Fino, região da Sitioca Campo Belo. Getúlio e o outro homem não identificado estavam dentro do barraco na região que leva o nome de "Favelinha".

Na ação dos assassinos, Getúlio foi atingido no lado esquerdo com quatro disparos e morreu ainda na cama. A segunda vítima estava caída no chão ferida com um tiro na cabeça, três na boca e outros disparos que a perícia médica irá constatar, mas a princípio foram sete. Logo após o atentado, os pistoleiros fugiram.

No boletim não há informações sobre suspeitos ou motivação para o crime, apenas que na casa dos fundos dias antes ao crime os moradores foram presos e três motos furtadas foram recuperadas. 

PUBLICIDADE