Sem opções, Brasil não reage, é dominado e cai para a Rússia na Liga das Nações

Globoesporte.com em 07 de Julho de 2018

Divulgação/FIVB

Muserskiy cresce contra o bloqueio de Maurício Souza: Brasil sem reação

Durante sete semanas, sobrou esforço. Era um caminho árduo e, aos poucos, Renan Dal Zotto se viu sem muitas de suas principais peças. Com um grupo limitado por lesões, o Brasil sentiu a falta de mais opções neste sábado. Dominada pela Rússia do início ao fim, a seleção caiu sem qualquer chance de reação e ficou fora da final da Liga das Nações: 3 sets a 0, parciais 25/17, 25/18 e 25/14. Com a derrota em Lille, a equipe vai precisar se contentar com a disputa do terceiro lugar contra os Estados Unidos, neste domingo, às 12h (horário de Brasília). 

Na final, a Rússia vai enfrentar os donos da casa. A França garantiu seu lugar na decisão em um jogo emocionante. Em um início perfeito, guiado pelo levantador Toniutti, o time da casa abriu 2 sets a 0. Os Estados Unidos, no entanto, reagiram e conseguiram forçar o tie-break. No fim, porém, a seleção francesa levou a melhor diante de sua torcida: 3 sets a 2, parciais 25/18, 25/17, 23/25, 24/26 e 15/13.

O Brasil, que havia vencido os rivais na fase de classificação, pouco conseguiu fazer neste sábado. A Rússia, com um jogo impecável, fechou os espaços e não deu chances à seleção. Foram dez pontos de bloqueio dos russos, contra apenas dois dos brasileiros. Mikhaylov foi o maior pontuador, com 12 pontos. Volkov, com 11, Muserskiy e Kliuka, com 10, foram os outros destaques. Acostumado a ser decisivo, Wallace não encontrou espaços e fechou a partida com apenas oito pontos.

PUBLICIDADE