Município tem serviço de referência no apoio a pacientes em tratamento fora do domicílio

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 03 de Julho de 2018

Clóvis Neto/PMC

Prefeito discutiu serviço de apoio a pacientes com secretário de Saúde e equipe da Central de Regulação

Os pacientes da lista de espera para cirurgia de catarata em Corumbá, encaminhados pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal Saúde, para Campo Grande, onde passam por atendimento no mutirão realizado pelo Governo do Estado, recebem todo acompanhamento do Município durante a passagem pela Capital sul-mato-grossense. O apoio totalmente gratuito inclui estadia, alimentação e transporte.

Esse novo modelo de acompanhamento aos pacientes começou a ser implantado em dezembro de 2017, quando uma nova empresa responsável pelo transporte de passageiros da Secretaria Municipal de Saúde para atendimento e tratamento em Campo Grande, começou a operar. Os veículos – com amplo conforto e qualidade – partem cinco dias por semana para a Capital do Estado, sempre no período noturno. De Corumbá para Campo Grande a partida é de domingo a quinta-feira. O retorno de Campo Grande para Corumbá acontece de segunda a sexta-feira.

O Município estabeleceu contrato com a Pensão Dom Aquino – para hospedagem dos pacientes – em 05 de janeiro de 2018. A pensão fica localizada na rua Dom Aquino, 272, no bairro Amambai. Com a mesma pensão, foi firmado contrato, em 12 de março deste ano, estabelecendo serviços de alimentação e transporte. O Município mantém um veículo que dá suporte aos pacientes, além do contrato de transporte com a Pensão. É mantida equipe de suporte com 5 pessoas, sendo dois motoristas, um técnico de enfermagem, um administrativo e um atendente.

O modelo de referência implantado pelo prefeito Marcelo Iunes, que garante total atenção aos pacientes de Corumbá em tratamento na Capital do Estado, é inédito na cidade, não foi adotado por gestões passadas. Iunes também criou a Gerência de Regulação para garantir, além da atenção exclusiva, maior agilidade na busca das vagas para consultas médicas fora do domicílio onde o paciente reside. A alta qualidade do serviço prestado pelos servidores e do apoio logístico oferecido é atestada pelos próprios pacientes das cirurgias de catarata e pterígio e respectivos acompanhantes, reforça a Secretaria Municipal de Saúde. 

Mutirão catarata e pterígio

Para a Caravana da Saúde em Campo Grande, para cirurgias de catarata e pterígio, foram encaminhados 202 pacientes – 156 deles com acompanhantes – nos dias 25 e 27 de junho e 1° de julho. Mesmo diante de maior demanda, a Secretaria Municipal de Saúde manteve os embarques rotineiros com a média diária de 42 pacientes encaminhados para tratamento na Capital. A caravana faz cirurgia de baixo risco, se for de alto risco, avalia e volta.

“Fizemos uma triagem de toda a lista de espera para cirurgia de catarata e pterígio. Temos em torno de 250 pacientes na lista de espera. Quem não foi é porque não foi localizado, não atendeu ao chamado ou preferiu não ir”, informou o gerente de Regulação, Maurílio Vendramini Duran.

Divulgação

Chácara disponibilizada para hospedar pacientes de Corumbá

Como a demanda para consultas e cirurgias de catarata e pterígio foi maior que a habitualmente contemplada em viagens para tratamento fora do domicílio, o Município ampliou o apoio logístico com estadias em outros dois locais. “Temos contrato com a pensão que estabelece alimentação (café da manhã, almoço, lanche e jantar) transporte e pernoite para nossos pacientes, que normalmente vão para Campo Grande para consultas de especialidades que não temos no município. Como a demanda era grande, em função da Caravana, mobilizamos nosso apoio logístico e a pensão se encarregou para dar o suporte a todos. Como a pensão também atende outros municípios, foram disponibilizados uma chácara (Chácara Quatro Poderes) e um hotel (Hotel Royal). Todos os nossos pacientes foram acolhidos e diariamente nossa equipe de suporte está presente”, explicou a coordenadora da Central de Regulação, Mariluce Leão.

Supervisora de serviço de Tratamento Fora do Domicílio (TFD), a assistente social Kely Paná, esclareceu que o serviço oferecido para os pacientes no hotel e chácara observa as mesmas regras de qualidade e conforto disponibilizadas na Pensão. Ela reforçou que não há acréscimo para os cofres do Município. “Está tudo incluso no contrato com a Pensão, não há qualquer acréscimo. O mesmo serviço oferecido na pensão é levado para chácara é hotel, com café da manhã, almoço, lanche, jantar e transporte”, disse.

Na chácara foram acolhidOs 50 pacientes da Caravana para cirurgia de catarata e pterígio, número dentro da capacidade de hospedagem. O local é dotado de área de lazer, área verde, espaço comum para convívio e piscina que dão maior conforto para quem está à espera da consulta médica. O hotel e a própria pensão, acomodaram 12 pacientes cada. “Se houver necessidade, como foi o caso, podemos usar esses três locais. Temos o cuidado de encaminhar os pacientes a cada dois dias para não superlotarmos”, complementou a assistente social. Hoje, 12 pacientes que fazem radioterapia, ficam na Pensão de segunda a sexta.

Em Corumbá a Central de Regulação conta com equipe de 08 pessoas trabalhando de segunda a sexta-feira, e sobreaviso de 24 horas para altas e transferências.

PUBLICIDADE