Maradona faz críticas e diz que esperava revés: "Crônica de uma morte anunciada"

Globoesporte.com em 01 de Julho de 2018

Maradona foi personagem em todos os jogos da Argentina na Copa da Rússia. E a cada partida fazia questão de deixar clara sua insatisfação com o rendimento da equipe e, principalmente, com o técnico Jorge Sampaoli. Após a eliminação dos hermanos para a França não poderia ser diferente. O eterno craque argentino, no entanto, não mostrou surpresa com o adeus ao Mundial 2018.

Catherine Ivill/Getty Images

Maradona assistiu a todos os jogos da Argentina na Rússia, sempre alfinetando o desempenho do time

"Acredito que viemos aqui para ver um filme, mais do que um jogo, porque vimos a 'crônica de uma morte anunciada'. A Argentina saiu a atacar a França e cometeu o erro de deixar muito espaço para Mbappé, que é tão rápido quando Caniggia começou", afirmou, se referindo ao filme do fim dos anos 80 e ao ex-craque argentino, em seu programa na TV, “De la mano del Diez”.

Maradona também não poupou o esquema tático escolhido por Sampaoli, com Pavón, Messi e Di María na frente. Segundo ele, os três podem saber criar, mas não sabem o que fazer dentro da área adversária.

"Me sinto mal por outro Mundial que passa sem que a Argentina consiga ter uma equipe consistente. Mas já se via desde a formação, desde que saímos de Moscou que Pavón, Messi e Di María eram os que deveriam atacar a defesa francesa. E não creio que saibam muito de área, de marca do pênalti, de ir ao centro e empurrar a bola. Eles sabem criar, mas não são atacantes", alfinetou.

El Pibe não perdoou Rojo pelo pênalti cometido em Mbappé no início da partida de sábado. "Ele deixou Mbappé entrar na área para depois derrubá-lo. Isso não é coisa de um jogador de seleção."

Maradona elogiou a seleção francesa, ressaltando que faltou à Argentina equilíbrio entre o meio de campo e a defesa. "Não sabemos atacar, não sabemos o que fazer quando temos a bola, e os franceses, pelo contrário, têm variantes, têm saídas de contra-ataque, têm entradas pela direita. E isso me parece que a Argentina nunca teve."

Maradona assistiu a todos os jogos da Argentina na Rússia e, na vitória sobre a Nigéria por 2 a 1 que selou a classificação às oitavas de final, chegou a passar mal e precisar de atendimento médico.

PUBLICIDADE