Juiz implementa projeto para reeducação de jovens infratores em Corumbá

Da Redação em 08 de Junho de 2018

Mais uma proposta da magistratura sul-mato-grossense para reeducação de jovens infratores voltou às atividades. Desta vez, no dia 22 de maio, retornaram as ações do Projeto Bola pra Frente, que atende adolescentes em conflito com a lei internados na Unei-Pantanal, em Corumbá.

O projeto começou com o juiz André Luiz Monteiro, que à época judicava na área infracional, e atualmente é acompanhado pelo juiz Deyvis Ecco, responsável pela apuração de atos infracionais e execução de medidas socioeducativas na comarca de Corumbá.

A iniciativa possibilita que os jovens tenham aulas de tênis na Associação dos Tenistas de Corumbá. Ressalte-se que a prática esportiva e o convívio em comunidade são formas de promover o desenvolvimento pessoal, contribuindo para a não reincidência de atos infracionais, visando o retorno destes à sociedade, além de desenvolver a consciência da importância dos estudos.

Colaboram com o projeto o Conselho da Comunidade de Corumbá, por meio do presidente Alex da Silva Cristaldo, a promotora Ludmila de Paula Castro Silva; os defensores públicos Daniel Provenzano Pereira e Carlos Felipe Guadanhim Bariani; o presidente da Associação de Tenistas de Corumbá, Marcelo de Barros Ribeiro Dantas, o professor de tênis Orlando Papa Jr, e o diretor da Unei -Pantanal, José Domingos Martinez Camargo. As informações são da Secretaria de Comunicação do TJ-MS.

PUBLICIDADE