Prefeitura aguarda cessão de área para recuperar cemitério do Taquaral

Da Redação em 10 de Maio de 2018

O prefeito Marcelo Iunes determinou o imediato início de estudos ambientais para a regularização do cemitério do assentamento Taquaral. A Prefeitura aguarda o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) doar oficialmente a área ao Município para dar início à recuperação do espaço. Iunes participou na tarde da quarta-feira, 09 de maio, da audiência pública realizada na Escola Municipal Rural Monte Azul.

“Assim que o Incra passar a área para a Prefeitura, vamos iniciar o processo para recuperar o cemitério”, afirmou Iunes. O chefe do Executivo Municipal explicou que o início imediato dos estudos de impacto ambiental, pela Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, tem o intuito de dar agilidade à recuperação do cemitério quando a área já estiver em poder da Prefeitura.

Clóvis Neto/PMC

Prefeito determinou o imediato início de estudos ambientais para a regularização do cemitério do assentamento Taquaral

“Com o Incra cedendo o espaço, a Prefeitura vai aceitar e já entra com as ações. Daremos a ordem de serviço para a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos iniciar a recuperação do cemitério”, antecipou o prefeito. “A Prefeitura vai fazer, vai arrumar o cemitério do assentamento Taquaral”, completou.

Gestor da unidade do Incra em Corumbá, Dorival Canavarro dos Santos, participou da audiência pública e confirmou que o processo de doação da área do cemitério para a Prefeitura já tramita internamente no órgão federal. A procuradora da República, Maria Olívia Pessoni Junqueira, disse ter recebido informações, do próprio Instituto, que toda a tramitação legal para o repasse da área deve ser concluída num período de 30 dias.

Comandando a audiência, o vereador Roberto Façanha destacou a atuação do prefeito Marcelo Iunes para resolver a situação. “O prefeito demonstrou força de vontade para buscar um caminho legal para resolver a questão e fazer o cemitério funcionar de maneira legal”, disse o parlamentar que ao lado do vereador Irailton Santana (Baianinho) foi autor da proposição para realização da audiência pública.

Participaram da audiência pública, na mesa diretiva, o presidente da Câmara Municipal, Evander Vendramini; o vereador Irailton Santana (Baianinho); a diretora-presidente da Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, Ana Cláudia Boabaid; o secretário Especial de Agricultura Familiar, Mohamad Abdallah; o presidente da Associação dos Parceleiros do Taquaral, Vitor Vieira; o diretor da escola Monte Azul, José dos Santos Silva. Também acompanharam a audiência os vereadores Manoel Rodrigues, Bira, André da Farmácia, Paulo Bertini e Cristóvão Contador.

Criado em 1991

“Esta audiência permitiu um avanço enorme para solucionar o problema. A iniciativa dos vereadores Façanha e Baianinho permitiu que isto ocorra e só temos que enaltecer o trabalho dos dois e dos demais vereadores da Câmara. O importante é legalizar toda a situação para que os pequenos produtores tenham um espaço adequado para sepultar seus entes queridos”, destacou Evander.

“O cemitério foi criado em 1991 e somente agora, será regularizado. Temos que agradecer ao prefeito Marcelo Iunes, e também aos nossos vereadores que trabalharam para que isto aconteça. Este será o começo de tudo e novas melhorias virão graças ao empenho do prefeito e da Câmara”, celebrou Vitor Vieira. Com informações das assessorias de comunicação da PMC e da Câmara

 

PUBLICIDADE