Agetrat realiza blitze educativas e repressivas; em duas horas ação recolheu 9 veículos

Ricardo Albertoni em 10 de Maio de 2018

Ricardo Albertoni/Diário Corumbaense

Trabalho de fiscalização é feito em todos os tipos de veículos e verificada a documentação

Nove veículos foram apreendidos e 32 motoristas notificados durante blitz realizada na manhã desta quinta-feira, 10 de maio, na rua Vinte e Um de Setembro. Em quase duas horas, aproximadamente 150 veículos foram abordados e a Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat) emitiu auto de recolhimento de sete motos e dois carros por estarem trafegando com licenciamento vencido.

De acordo com o supervisor de trânsito da Agetrat, Miguel Soares, além de documentação, os agentes fiscalizam o uso de equipamentos obrigatórios. “Começamos por volta das 06h30. O trabalho de fiscalização é feito tanto na parte de documentação do veículo quanto do condutor e também em relação ao uso dos equipamentos obrigatórios como cadeirinha, o cinto de segurança, e capacete no caso dos motociclistas”.

De acordo com o diretor-executivo da Agetrat, o capitão PM Cleiton Douglas da Silva, os trabalhos estão sendo intensificados em virtude do “Maio Amarelo”, ação coordenada entre Poder Público e sociedade civil que busca mobilizar a população para a questão da segurança viária e propagar a conscientização de um trânsito seguro para pedestres e condutores.

Ricardo Albertoni/Diário Corumbaense

Durante cerca de duas horas, aproximadamente 150 veículos foram abordados

“Estamos trabalhando tanto a parte preventiva específica  do 'Maio Amarelo', quanto também a parte repressiva, que são as blitze, tanto da agência quanto em parceria com a Política Militar. Iremos fazer esse trabalho educativo, específico da campanha, que tem o tema 'Nós Somos o Trânsito', onde fazemos a distribuição de material educativo e orientação para o trânsito. Em relação às ações repressivas, a ideia é que possamos fazer pelo menos uma blitz por dia, apenas da Agetrat, mas de preferência com apoio da Polícia Militar também”, explicou o diretor-executivo ao Diário Corumbaense.

Ainda de acordo com o capitão Cleiton, dentro das atividades, está prevista uma “megablitz”, com a participação de todos os órgãos ligados ao trânsito, porém, as ações não deverão se restringir apenas ao mês de maio.  

“Vários trabalhos estão sendo realizados, projetos específicos com relação a atividade do 'Maio Amarelo'. Temos um projeto em andamento que se chama 'Conscientizar'. O próprio motociclista 'Não Seja a Próxima Vítima' está dentro das nossas atividades. Vamos continuar esse trabalho após este mês. A ideia é que nossos projetos sejam permanentes até o final do ano e esperamos a participação da população, justamente procurando respeitar mais a legislação de trânsito, afinal, como diz o título da campanha, nós somos o trânsito. Ele não é formado apenas por veículos, vias, sinalização, é formado por pessoas”, finalizou o diretor-executivo da Agetrat.

PUBLICIDADE