Assinada autorização para abertura do curso de Medicina em Corumbá por instituição privada

Da Redação em 21 de Março de 2018

Divulgação

Prefeito assinou, com ministro da Educação, autorização para curso de medicina em Corumbá

O prefeito Marcelo Iunes assinou a autorização para abertura do curso de Medicina em Corumbá. A assinatura do Termo de Compromisso aconteceu diretamente com o ministro da Educação, Mendonça Filho, na tarde de terça-feira, 20 de março, na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília. A graduação será oferecida por instituição de educação superior privada.

Com o termo para funcionamento do curso de graduação em Medicina, o dirigente municipal e o gestor local do SUS garantem a disponibilização para a Instituição de Educação Superior (IES) vencedora do certame, a estrutura de equipamentos públicos, cenários de atenção na rede e programas de saúde necessários para a implantação e para o funcionamento do curso de graduação em Medicina.

“Foi um dia muito especial para Corumbá e que ficará na história do nosso município. Assinamos a liberação do funcionamento do curso de Medicina por instituição de ensino superior particular em nossa cidade”, afirmou Iunes destacando que “o povo de Corumbá se sente honrado” com essa implantação, que “era um sonho de muitos anos de todos na cidade”.

O chefe do Executivo afirmou também que a implantação do curso em Corumbá transformará o município num “grande polo educacional”. Na avaliação do prefeito, a faculdade de Medicina trará ainda “geração de renda e recursos para a economia corumbaense”.

Apoios ao curso

Desde novembro do ano passado, quando assumiu a Administração Municipal, o prefeito Marcelo Iunes vem trabalhando pela liberação do funcionamento do curso de Medicina, oferecido por instituição de educação superior privada. Um dos primeiros compromissos de Iunes no comando da Prefeitura de Corumbá foi articular uma reunião em Brasília com a bancada federal sul-mato-grossense para tratar da questão.

Marcelo Iunes destacou os apoios do governador Reinaldo Azambuja; do ministro da Educação, Mendonça Filho; dos senadores Waldemir Moka e Pedro Chaves; dos deputados federais Tereza Cristina e Geraldo Rezende, além dos demais parlamentares da bancada federal sul-mato-grossense que trabalharam para trazer o curso para Corumbá.

Novo patamar em saúde

Participando da assinatura do Termo de Compromisso em Brasília, o secretário municipal de Saúde, Rogério Leite, ressaltou que a instalação da graduação em Medicina coloca Corumbá em um nível mais elevado na saúde pública do Brasil.

“Corumbá está entrando em um novo patamar na saúde pública do país. Teremos o fortalecimento da regionalização e descentralização da saúde. Nossa população só tem a ganhar. Especialidades, exames, diagnósticos, tratamentos já poderão ser feitos aqui tão logo aconteça a formação da primeira turma de médicos. É uma grande vitória população corumbaense”, disse o secretário municipal. Ele ressaltou a atuação do prefeito Marcelo Iunes no processo. “Era um projeto que estava parado há muito tempo, em quatro meses o prefeito Marcelo Iunes mobilizou apoio e promoveu uma ampla articulação política; foi ao Ministério e nesta terça-feira assinou a autorização”, completou.

Universidade pública

Sobre a implantação do curso de Medicina no Campus do Pantanal, unidade da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em Corumbá, na modalidade ensino público, ainda não houve evolução no projeto, que continua tramitando no Ministério da Educação, aguardando, ainda sem previsão, Portaria de autorização. Com informações da assessoria de comunicação da Prefeitura de Corumbá

 

PUBLICIDADE