Desentendimento em saltenharia acaba em duplo homicídio na parte alta de Corumbá

Rosana Nunes e Ricardo Albertoni em 11 de Março de 2018

Divulgação/Bombeiros

Uma das vítimas, além de baleada, foi atropelada

Crime bárbaro aconteceu na madrugada deste domingo, 11 de março, na rua Marechal Floriano, bairro Nova Corumbá. Os irmãos Wilson Ribeiro, de 49 anos, e Johnny Ribeiro Salas, de 46 anos, foram mortos durante confronto com outros dois indivíduos, identificados como Paulo Rogério da Silva, de 31 anos, e João Pedro Mercado, de 24 anos, que também seriam irmãos, por volta das 04h em frente a escola municipal Cássio Leite de Barros. A briga teria acontecido depois de desentendimento ocorrido em uma saltenharia localizada na rua Vinte e Um de Setembro, de propriedade da família de Wilson e Johnny.

Segundo apurado pela Polícia Militar, houve uma discussão entre os envolvidos. Paulo Rogério teria ido até sua casa e retornado armado de revólver. Uma nova discussão se iniciou, Paulo teria sacado a arma, fez ameaças e depois foi embora em companhia de João Pedro. No entanto, Wilson e Johnny, também armados, seguiram a dupla em um carro, um Ônix branco, até onde ocorreu o confronto. Com uma faca, Wilson teria desferido golpes em Paulo Rogério, mas João Pedro tomou a faca dele e também o golpeou várias vezes.

Divulgação/PM

Armas de fogo utilizadas no crime foram apreendidas pela PM

Johnny, ainda de dentro do carro, teria feito disparos contra João Pedro, atingindo-o no braço e na barriga. Em seguida, Paulo Rogério trocou tiros com Johnny e ambos foram baleados. João Pedro teria então, tirado Johnny do carro, dado vários chutes nele e o atropelou com o próprio Ônix.

A Polícia Militar, a Guarda Municipal, o Samu e o Corpo de Bombeiros foram acionados, mas quando chegaram no local, os irmãos Wilson e Johnny já estavam mortos. Depois da perícia da Polícia Civil, os corpos foram levados para o IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal).

Após o confronto, Paulo Rogério e João Pedro, guardaram as armas em uma casa e foram até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da parte alta, buscar atendimento médico. Paulo Rogério foi levado para a Santa Casa de Corumbá devido a gravidade dos ferimentos e está sob custódia da PM, enquanto João Pedro, após ser medicado, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

Há informação de que uma das armas apreendidas, a que estava com Paulo Rogério, de calibre 38, consta como “objeto de roubo majorado pelo concurso de pessoas” na cidade de Campo Grande. 

 

PUBLICIDADE