Estuprador filmado atacando garota, saía de penitenciária aos domingos

Campo Grande News em 05 de Fevereiro de 2018

Douglas Igor da Silva Fernandes, 38 anos, condenado por estupro chegou ao Centro Penal Agro-Industrial Gameleira de Campo Grande, no dia 30 de setembro de 2017, e foi filmado atacando uma adolescente de 15 anos, no dia 28 de janeiro de 2018, exatamente quatro meses depois de voltar às ruas. Autorizado pela Justiça a trabalhar de segunda a sábado e a visitar a família um domingo sim e outro não, o condenado perdeu o direito à progressão de pena e voltou ao regime fechado após nova prisão, no dia 02 de fevereiro.

Divulgação

Registro da ficha de bom comportamento de Douglas, ainda preso no Instituto Penal de Campo Grande

Além das duas novas vítimas, já ouvidas, a Polícia Civil abriu inquérito para apurar se há mais casos de violência sexual contra mulheres com tais características. No caso de Douglas, preso no dia 02 de fevereiro, cinco dias depois do ataque filmado, a direção do presídio explica que o juiz da Execução Penal foi comunicado e o benefício da progressão de pena anulado, ou seja, o descumprimento da norma resultou na volta imediata ao regime fechado.

O Campo Grande News tentou contato com o advogado que aparece como representante dele no processo, Benedicto Arthur de Figueiredo Neto, mas a informação dada é que ele estava em reunião.

O diretor presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) Aud de Oliveira Chaves explicou que cerca de 400 internos da Gameleira saem às ruas todos os dias para o trabalho, deste total, boa parte aos domingos para locais específicos, por exemplo, lanchonetes. Chaves pontua que, além das saídas para o trabalho, alguns internos deixam a unidade aos fins de semana após autorização do judiciário.

Sobre o acompanhamento psicológico e psiquiátrico a Douglas solicitado pelo juiz na decisão que colocou no regime semiaberto, Aud pontuou que todas as unidades penitenciárias possuem profissionais da área, e que os atendimentos são feitos dentro desses presídios e um relatório mensal é enviado ao juiz.

Prisão em 2018

Douglas foi preso na noite de sexta-feira (02) em Campo Grande, acusado de tentar sequestrar uma adolescente de 15 anos no Jardim Noroeste, colocada à força dentro de um automóvel, um Celta que pertence à mãe dele. A ação foi filmada, viralizou em redes sociais e, a partir do veículo, a polícia chegou até ele.

O crime ocorreu no domingo (28) e na sexta-feira, mãe e filha foram encontradas pelas autoridades e ouvidas na delegacia. Conforme a garota, Douglas – que usava calça jeans e camiseta azul – tinha uma faca e mandou que ela abaixasse a cabeça, arrastando-a para dentro do carro. No veículo, um Chevrolet Celta branco, ela percebeu que conseguiria abrir a porta do veículo e, mesmo com o carro em movimento, decidiu se jogar na rua, sem asfalto. A garota fugiu para casa, enquanto o autor deixou o local.

A investigação aponta que Douglas tentou fazer outra vítima, horas antes de atacar a adolescente. Trata-se de uma mulher de 24 anos, que ele abordou, da mesma forma, no Jardim Montevidéu, segundo o delegado responsável, Paulo Sérgio Lauretto. A prisão preventiva dele já está decretada. Douglas foi levado para o IPCG (Instituto Penal de Campo Grande).

 

PUBLICIDADE