PUBLICIDADE

Instituto Federal abre cursos para mulheres em situação de vulnerabilidade

Da Redação com assessoria de imprensa em 10 de Julho de 2024

Com foco no público feminino de baixa renda, o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) está com inscrições abertas para 200 vagas em cursos gratuitos de qualificação profissional, ofertados pelo Programa Mulheres Mil em Corumbá, Dourados, Jardim, Naviraí e Nova Andradina.

Podem participar mulheres em situação de vulnerabilidade social, com idade mínima de 16 anos. Com duração aproximada de quatro meses, as opções de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) são Assistente Administrativa (para quem concluiu o ensino fundamental) e Agricultora Orgânica (necessário ter o ensino fundamental I - até o 5º ano). 

A seleção prevê o pagamento de auxílios alimentação e transporte às participantes, tendo como valor mínimo R$ 3,75 por hora de curso para cada auxílio, o que corresponde a uma bolsa-formação total de R$ 600, que será concedida apenas às estudantes que frequentarem as aulas e tiverem conta bancária em seu próprio nome. 

"Por atender ao público em vulnerabilidade, o Programa dá ênfase ao acolhimento e empoderamento da mulher, fazendo com que ela tenha uma visão abrangente de mundo, sendo possível assim se inserir no mundo do trabalho e conquistar sua independência social, emocional e financeira", explica a coordenadora do Mulheres Mil no IFMS e pedagoga do Campus Dourados, Simone Estigarribia de Lima.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pela Página do Candidato da Central de Seleção. O prazo se encerra em 21 de julho. As candidatas selecionadas deverão fazer a matrícula no período de 29 de julho a 02 de agosto.

De acordo com a coordenadora Simone, a duração prevista dos cursos é de agosto a início de dezembro, com aulas presenciais no período noturno, três vezes por semana, nos cinco municípios.

O Edital nº 039/2024 traz todas as regras e datas da seleção.

Mulheres Mil

O Programa é uma linha de fomento voltada à promoção de qualificação profissional, a mulheres em situação de vulnerabilidade social e econômica e risco social, vítimas de violência física, psicológica, sexual, patrimonial e moral, moradoras de locais com infraestrutura deficitária.

O pagamento da bolsa-formação será condicionado à participação efetiva das estudantes no curso e à descentralização dos recursos pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), do Ministério da Educação (MEC).

Em maio, o IFMS abriu seleção de profissionais para atuarem como bolsistas nas vagas de Coordenador de Curso, Apoio Pedagógico/Administrativo e Docente do Programa Mulheres Mil.

Em caso de dúvidas, o contato deve ser feito para o e-mail mulheresmil@ifms.edu.br.

Cursos

PUBLICIDADE