PUBLICIDADE

Polícia Civil prende segundo acusado de envolvimento em sequestro e roubo de carro

Leonardo Cabral em 08 de Janeiro de 2022

Divulgação/Polícia Civil

Segundo acusado foi preso na manhã deste sábado

Após ter se apresentado, ouvido e liberado, por não ser flagrante, Marcell Júnior Marques, de 30 anos, apontado como segundo envolvido no sequestro relâmpago e roubo de carro da professora, Roseli Nery de Andrade Bento, de 57 anos e do colega de trabalho dela, Renyer da Silva Ovando, de 33 anos, foi preso na manhã deste sábado (08). Ele estava na casa, no bairro Aeroporto, para onde as vítimas teriam sido levadas após o sequestro na escola. 

No local, funciona um espaço de eventos. O Setor de Investigações Gerais (SIG) da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, com apoio do SIG da Delegacia de Ladário, foi o responsável pela prisão de Marcell Júnior.

Também foi apreendido o aparelho de gravação de imagens das câmeras de segurança, que será periciado e analisado pelos investigadores.

Divulgação/Polícia Civil

Casa onde prisão ocorreu, teria sido o cativeiro de vítimas, segundo a investigação

Marcell se apresentou à Polícia, como motorista de aplicativo, mas como já não estava em situação de flagrante, foi ouvido e liberado. No entanto, na noite de sexta (07), a Justiça decretou a prisão preventiva, cumprida neste sábado.

Até agora, dois suspeitos do crime estão presos: Marcell e Rodrigo Matheus Senna da Silva, de 20 anos. A investigação prossegue para apurar toda a dinâmica do delito, prender o terceiro envolvido no sequestro e roubo e identificar possíveis comparsas. 

O caso e carro recuperado

Na quarta-feira (05) três assaltantes entraram armados na Escola Municipal José de Souza Damy, na parte alta de Corumbá e renderam os dois servidores, a diretora-adjunta e o secretário, roubando a bolsa e o carro da professora, um Chevrolet Tracker.

Diário Corumbaense

Carro quando foi encontrado pela Diprove já estava com placas da Bolívia

Os autores vendaram e amarraram as vítimas e as levaram para um cativeiro, até que o veículo fosse atravessado para a Bolívia. Depois de mais de três horas, os servidores da Rede Municipal de Ensino, foram liberados próximo de uma ribanceira, na saída para a BR-262. Eles foram socorridos por um motorista de aplicativo. 

Logo na quinta-feira (06), foi recuperado pela Direção de Investigação e Prevenção ao Roubo de Veículos (Diprove), o veículo Tracker, de cor azul, pertencente à diretora-adjunta. O carro foi encontrado em um campo de futebol abandonado, no bairro Conavi, local afastado da cidade fronteiriça de Puerto Suárez. O veículo já estava com placas da Bolívia.

A Diprove ainda faz os trâmites legais para a devolução do veículo. 

Comentários:

José Mendes: Ficou top a reportagem. De verdade. E parabéns a polícia. Como sempre resolvendo muitas situações em nossa fronteira.

PUBLICIDADE