PUBLICIDADE

Paulo Corrêa avalia que Eduardo Rocha no governo aproxima Legislativo e Executivo

Da Redação em 04 de Dezembro de 2021

Wagner Guimarães/Assembleia Legislativa

Presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa

O presidente da Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) avaliou que a ida do deputado estadual licenciado Eduardo Rocha (MDB) para o Governo pode aproximar o Legislativo e Executivo. A fala aconteceu durante a cerimônia de posse de Rocha na Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica), ontem (03), em Campo Grande.

O evento também marcou a posse de Marco Aurélio Santullo (DEM) como secretário Especial do Escritório de Assuntos Estratégicos.

“O Eduardo Rocha foi vice-presidente da Assembleia e, por esse motivo, conta com a simpatia de todos os deputados. Efetivamente, ele estando no Governo auxilia na interlocução respeitosa entre os dois poderes. Com certeza, com um membro do Legislativo no Governo, essa aproximação será ainda maior”, comentou Paulo Corrêa.

A importância da presença de Eduardo Rocha no governo para a articulação dos poderes também foi destacada pelo governador Reinaldo Azambuja. O chefe do Executivo falou, ainda, da contribuição a ser dada pelo deputado licenciado na efetivação de políticas públicas.

“O Eduardo vem para dentro do governo para articular com os poderes, para discutir com os organismos organizados as políticas públicas, delineadas em nosso planejamento. Ele vem para servir, para contribuir e fazer política em favor da população sul-mato-grossense”, acrescentou.

O governador também destacou o papel de Eduardo Rocha como parlamentar na aprovação de ações que beneficiam a população do Estado. “O Eduardo construiu uma experiência no Legislativo muito importante. Ele foi partícipe das transformações que nós fizemos, votando leis e aprovando reformas”, afirmou o chefe do Executivo.

A solenidade de posse dos secretários contou com a presença de diversas autoridades, entre as quais estavam a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e a senadora Simone Tebet (MDB).

Organização na Casa de Leis

A vaga deixada por Eduardo Rocha foi ocupada por Paulo Duarte (MDB), que retornou à Assembleia pela terceira vez. Duarte ocupará os cargos de Rocha em todas as comissões que ele participava, conforme informou o presidente Paulo Corrêa.

Já a função de primeiro vice-presidente será assumida por 90 dias pelo deputado Neno Razuk (PTB), que é o segundo vice-presidente. Depois desse período, segundo disse Paulo Corrêa, haverá eleição para o cargo de primeiro vice-presidente.

As informações são da assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa. 

PUBLICIDADE