PUBLICIDADE

Operação da Polícia Civil cumpriu mandado de prisão e abordou 45 pessoas em Corumbá e Ladário

Rosana Nunes em 06 de Maio de 2021

Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis utilizaram drone para mapear áreas onde ladrões de gado atuam

Balanço da Polícia Civil de Corumbá e Ladário informa que um mandado de prisão foi cumprido nesta quinta-feira, 06 de maio, durante a Operação Campo Limpo, deflagrada em várias cidades de Mato Grosso do Sul visando o combate ao crime de furto de gado (abigeato).

A ação contou com o apoio técnico da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) para aferir a regularidade sanitária das propriedades vinculadas às pessoas suspeitas.

Aqui na região, foram realizadas barreiras na Estrada Parque e mapeamento da área com drone; na Nhecolândia, também houve mapeamento dos pontos utilizados por criminosos e no Assentamento 72, em Ladário, além de visitas a propriedades rurais.

A equipe composta de dois delegados, cinco investigadores e um policial penal, abordou 28 veículos e 45 pessoas. Dez propriedades foram vistoriadas.

Em outras cidades de MS, além de diligências semelhantes, também foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão e ainda vistoria em estabelecimentos de venda de carne bovina, com o fim de verificar a procedência do produto animal. 

Divulgação

Equipe também esteve em propriedade rurais que já foram alvo das quadrilhas

Levantamento realizado nas Delegacias de Polícia envolvidas na operação, aponta que entre janeiro de 2020 e março de 2021 foram registrados furtos de 433 cabeças de gado no Estado. Pelo atual preço da arroba, o prejuízo aos produtores ultrapassa um milhão de reais.

Ainda de acordo com a investigação, os animais ingressam num mercado negro que envolve transportadores, corretores, escritórios e até mesmos frigoríficos, o que dificulta ou anula a fiscalização sanitária e pode comprometer a saúde do rebanho estadual.

Deleagro

Recentemente, o Governo do Estado criou a Delegacia Especializada de Combate à Crimes Rurais e Abigeato (Deleagro). Ela tem a missão de reprimir e investigar crimes como o abigeato, no campo e nas fazendas, principalmente de gado. Também tem competência para investigar e reprimir crimes como subtrações de insumos, defensivos e maquinários agrícolas.

Cabe à delegacia coordenar, orientar, prevenir e exercer ações permanentes para o combate aos delitos voltados à atividade rural, centralizar e difundir dados, denúncias e estatísticas sobre este tipo de crime.

Com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil. 

PUBLICIDADE