PUBLICIDADE

Três procedimentos administrativos foram abertos durante operação "Preavenire"

Leonardo Cabral em 26 de Fevereiro de 2021

Divulgação/ GFI

Fiscalização nos comércios da cidade

Durante a operação "Preavenire", deflagrada na tarde de ontem (25) em Corumbá, com coordenação do Grupo de Fiscalização Integrada (GFI) e a Polícia Militar, foram realizados três procedimentos administrativos em estabelecimentos comerciais da cidade. Houve determinação para imediato encerramento das atividades nos locais durante o toque de recolher, que vai das 22h às 05h.

A operação, que segue até o final de semana, tem como principal objetivo coibir aglomerações na cidade, onde o foco principal foi na noite de ontem, quando aconteceu a última rodada do Brasileirão e o título de campeão 2020 foi conquistado pelo Flamengo. 

“Evitamos aglomerações em alguns pontos já conhecidos na cidade por serem locais para essa prática. A ação conjunta da Polícia Militar e do GFI foi de forma positiva”, falou o coordenador de Fiscalização de Posturas, Luciano Cruz Souza.

Ele ainda mencionou que dos procedimentos administrativos que foram abertos, “os notificados devem apresentar defesa no prazo de cinco dias, estando sujeito à multa no caso de indeferimento da defesa”, explicou.

As equipes percorreram bares e restaurantes, frisando o toque de recolher. Além disso, o principal acesso à Avenida General Rondon, foi fechada, como já havia sido anunciado, para evitar que torcedores fossem celebrar a vitória do time no local, gerando aglomerações e  desrespeito ao toque de recolher. No entanto, nas redes sociais, vídeos foram publicados de torcedores concentrados na Esplanada da Nob.

O Grupo de Fiscalização Integrada (GFI) é uma força-tarefa da Prefeitura de Corumbá que visa reforçar as ações fiscalizatórias do Município no combate e prevenção à covid-19. 

O grupo é composto por servidores públicos dos seguintes órgãos: Coordenadoria de Fiscalização e Posturas, da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos; Coordenadoria de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde; Gerência de Desenvolvimento Urbano, da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos; Agência Municipal de Defesa do Consumidor - Procon; Serviço de Inspeção Municipal, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico; Superintendência da Guarda Civil Municipal da Secretaria Municipal de Segurança Pública e da  Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat). A Polícia Militar também dá apoio nas fiscalizações.

Neste fim de semana, o Porto Geral, onde estão ocorrendo aglomerações e brigas, vai receber a ação de fiscalização do GFI.

PUBLICIDADE