PUBLICIDADE

Atividades presenciais no IFMS continuam suspensas até 28 de fevereiro

Da Redação com assessoria de imprensa em 23 de Dezembro de 2020

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Sede do IFMS em Corumbá; atividades presenciais estão suspensas desde 18 de março

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) prorrogou até 28 de fevereiro de 2021 a suspensão das atividades presenciais. A decisão 391/2020 foi assinada na terça-feira, 22, pela reitora, Elaine Cassiano. 

“Ainda não temos segurança para que as atividades retornem a normalidade, portanto, neste momento, mantivemos a suspensão, preservando nossa comunidade”, explica a reitora. 

A decisão de prorrogar a suspensão foi tomada com base em recomendações da Comissão de Organização de Campanhas de Conscientização dos Riscos e Medidas de Prevenção contra o Coronavírus.

Está mantida a possibilidade de que os gestores autorizem a execução de atividades presenciais para atender a necessidades letivas e administrativas que não possam ser executadas remotamente. 

No entanto, é necessário seguir as condições de biossegurança previstas nas “Diretrizes para Atividades Presenciais durante a Pandemia”,  documento que norteia quais atividades podem ser retomadas, mediante a avaliação da situação da pandemia no município em que estiver a unidade do IFMS.

São exemplos de atividades que precisam ser executadas presencialmente as aulas práticas de laboratório e as atividades de fiscalização de obras e contratos, dentre outras.

Histórico da suspensão

A última decisão sobre suspensão foi tomada em 20 de setembro, determinando a prorrogação da suspensão das atividades de ensino e administrativas presenciais até 31 de dezembro e estabelecendo diretrizes para aulas práticas presenciais.

Desde de 18 de março, os campi do IFMS e a reitoria não realizam atividades presenciais. A Comissão de Organização de Campanhas de Conscientização dos Riscos e Medidas de Prevenção contra o Coronavírus realiza periodicamente reuniões para orientar sobre as medidas a serem tomadas no enfrentamento à pandemia.

PUBLICIDADE