PUBLICIDADE

Corumbá recebe segundo grupo de brasileiros repatriados da Bolívia

Leonardo Cabral em 04 de Abril de 2020

Diário Corumbaense

Brasileiros, depois de cruzarem a fronteira, passam por triagem onde há toda uma estrutura preparada

Pouco mais de 300 brasileiros desembarcaram na fronteira das cidades bolivianas de Puerto Quijarro e Puerto Suárez com Corumbá, no Brasil, neste sábado, 04 de abril. Eles fazem parte do segundo grupo repatriado da Bolívia. A maioria são estudantes residentes em Santa Cruz de La Sierra, onde se concentra maior número de casos positivos de coronavírus.

Os 315 viajantes chegaram em nove ônibus. Antes de cruzarem para o lado brasileiro, foram atendidos pelo setor Migratório Boliviano. Os procedimentos médicos que foram realizados ontem (03) por equipes médicas bolivianas, como medição de temperatura e higienização, foram suspensos para acelerar os trâmites legais. 

Depois, os brasileiros foram autorizados a passar a pé, para o lado do Brasil, em Corumbá, onde no pátio do Posto Esdras, há uma força-tarefa à espera deles. No entanto também foi permitido que brasileiros cruzassem a fronteira de carro. O pedido é feito online e a autorização para seguir viagem, sai em até 24h em média. 

Uma estrutura com equipes da Agência Municipal de Trânsito (Agetrat), da Vigilância Sanitária e também da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros, Receita Federal, Exército Brasileiro, ajuda nos procedimentos de triagem.

Neste local, eles preenchem uma ficha para que haja acompanhamento dos viajantes até as suas cidades e ainda recebem reforço de orientações, de que todos deverão permanecer em isolamento domiciliar por 07 dias se forem assintomáticos e 14, se tiverem sintomas. Já os brasileiros que moram em Corumbá e integram o grupo, são informados que devem obedecer o procedimento de isolamento social e em caso de descumprimento das medidas de prevenção, poderão sofrer responsabilização civil, administrativa e penal.

O processo

A repatriação teve início na sexta-feira (03), quando o primeiro grupo, com cerca de 450  brasileiros, desembarcou na fronteira. Ao todo, mais de 930 pessoas procuraram os postos consulares brasileiros na Bolívia com demandas de repatriação. Os consulados gerais em Santa Cruz de La Sierra e em Cochabamba, assim como o vice-consulado em Puerto Quijarro e a embaixada em La Paz, têm trabalhado em conjunto, com o apoio do Grupo Consular de Crise (G-CON América do Sul), a fim de facilitar o retorno pela fronteira terrestre em Corumbá (MS).

Mais 150 brasileiros que vivem Cochabamba e La Paz, também devem cruzar a fronteira boliviana com Corumbá. Porém, não há uma data definida.

PUBLICIDADE