PUBLICIDADE

Estação Primeira entra na avenida para viajar pela cultura árabe

Leonardo Cabral em 25 de Fevereiro de 2020

Arte: Ricardo Albertoni/Diário Corumbaense

Estação Primeira do Pantanal concorre ao prêmio Esplendor do Samba

Conhecida por enredos que homenageiam personalidades de Corumbá, a Estação Primeira do Pantanal resolveu sair da linha adotada em enredos passados e, para 2020, está trazendo novidades para a avenida.

A agremiação, que obteve a terceira colocação em 2019, se propôs a fazer uma viagem pela cultura dos povos sírios, libaneses e palestinos, que estão enraizados em solo corumbaense.  A aposta da Estação Primeira está no enredo “Waaleikum As-Salaam - As Mil e Uma Noites da Estação Primeira”. Em bom Português, o termo estrangeiro significa “A paz esteja com você”.

É a quarta escola de samba a se apresentar na avenida General Rondon já na madrugada desta terça-feira, 25 de fevereiro. Concorre na 11ª edição do Esplendor do Samba, que em 2020 terá três indicações em cada um dos 11 quesitos, além de melhor escola de samba durante as duas noites de desfile. O prêmio, instituído pelo jornal Diário Corumbaense tem o objetivo de homenagear aqueles que fazem o carnaval da cidade ser um dos maiores e mais animados do País.

Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira do Pantanal

Fundação: 30/04/2011

Presidente: Walbe Pierre Messias

Cores: branca, vermelha e amarela

Carnavalesco: Marcelo Ribeiro

Enredo“Waaleikum As-Salaam” - As Mil e Uma Noites da Estação Primeira

Compositores do samba-enredo: Victor Raphael e Edu Chagas

Intérprete: Anderson Pereira Santos (Bala)

Número de componentes: 650

Número de alas: 13

Número de carros alegóricos: 4

Componentes da bateria70

Porta-bandeiraAndria Duarte

Mestre-sala: Anilson Messias

Rainha da bateria: Letícia Rorras

Mestre de bateria: Rodrigo Medeiros

Local de ensaios: Sede da Mocidade Independente da Nova Corumbá

Colocação em 2019: 3° lugar


GRES - Estação Primeira do Pantanal

Samba-enredo: “Waaleikum As-Salaam” - As mil e uma noites da Estação Primeira

Peguei o Expresso do Oriente

Para descobrir a Nova Terra

No deserto avistei

Maravilhas das Arábias

Lá encontrei sabedoria

Pelas palavras do profeta Maomé

A saliva do santo e a lenda do arroz

São as histórias que esse povo

Canta com fé

Hoje a Estação Primeira

Faz o seu Salamaleikum

Com muito samba no pé


Cheguei a bordo do tapete voador

Nas mil e uma noites de amor e de paixão

Balançando as ondas, embarcando com Simbad

Vou virar Ali Babá e roubar seu coração


Três desejos do Gênio

Quero Sorte, quero paz e esperança

No navio tristeza e dor

Mas depois da tempestade sempre impera a bonança

E no comércio o precinho é sem igual

Saboreando a culinária divinal

Congraço com sírios, libaneses, palestinos

Na grande festa do meu carnaval!


Meu “primo”, a hora é essa... vem brincar

Com a Estação Primeira desfilar

Orgulho da gente, paixão da avenida

A minha escola tá feliz da vida

PUBLICIDADE