PUBLICIDADE

Dengue: Corumbá já notificou mais 1,2 mil casos suspeitos; parte alta e centro são áreas com maior registro

Leonardo Cabral com assessoria da PMC em 04 de Fevereiro de 2020

Divulgação/PMC

Agentes da Secretaria de Saúde durante mutirão de limpeza na cidade

Neste ano, o Brasil está enfrentando altos números de notificação de dengue, 11 Estados já declararam estar em surto, e em Mato Grosso do Sul a realidade não é diferente. Corumbá já notificou 1.275‬ casos suspeitos de dengue, com 112 confirmados por laboratório. Uma pessoa morreu em janeiro por causa do tipo mais grave da doença. O município também registrou uma notificação de zika vírus e febre chikungunya. 

O secretário de Saúde, Rogério Leite, reforçou como estão ocorrendo as ações em Corumbá. “O poder público está utilizando todas as ferramentas disponíveis para combater o mosquito, os agentes estão trabalhando aos sábados e domingos também. Montamos uma central de hidratação, anexo ao Pronto-Socorro, dando atenção especial a todos os casos. Mas é fundamental a união de todos, que a população faça a sua parte e elimine os focos do Aedes aegypti.”

Em Corumbá, as notificações se concentram principalmente na parte alta e no centro. Os agentes da Vigilância em Saúde realizaram um mapeamento no qual contatou-se que na parte alta, o principal problema é o armazenamento incorreto de água, em caixas d’água e baldes abertos, e também pessoas que juntam materiais diversos para vender e acabam deixando nos quintais, acumulando água e servindo de criadouros. Já no centro, são as casas fechadas e terrenos baldios o problema.

O prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes cita que “todos os agentes do município estão empenhados, mas é fundamental o apoio e cooperação dos munícipes. A união faz a força, este é um problema de todos, o poder público faz sua parte e o cidadão faz a dele, é importante que o morador receba o agente municipal e siga suas orientações. Assim, unidos, vamos combater o mosquito transmissor de doenças".

Conforme o cronograma da Secretaria Municipal de Saúde, a partir de quinta-feira, 06 de fevereiro, o bairro Guatós, parte alta, será o próximo a receber o Mutirão #AEDESZERO.

Denúncia

A Secretaria de Saúde de Corumbá disponibiliza telefones para moradores também denunciarem locais, como terrenos baldios e imóveis abandonados, com possíveis focos. O anonimato é garantido. Os números são: 0800 647 2255 / 0800 647 2109 / 3233-2783.

As principais medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti são:

  • Manter bem tampados tonéis, caixas e barris de água;
  • Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;
  • Manter caixas d’agua bem fechadas;
  • Remover galhos e folhas de calhas;
  • Não deixar água acumulada sobre a laje;
  • Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;
  • Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
  • Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
  • Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
  • Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
  • Acondicionar pneus em locais cobertos;
  • Fazer sempre manutenção de piscinas;
  • Tampar ralos;
  • Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
  • Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
  • Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
  • Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;
  • Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;
  • Catar sacos plásticos e lixo do quintal.
PUBLICIDADE