PUBLICIDADE

Detran suspende emplacamento de veículos para implantação da placa Mercosul

Portal de Notícias de MS em 27 de Janeiro de 2020

Edemir Rodrigues/Governo do Estado

Diretor do Detran, Luiz Carlos da Rocha, com a nova placa

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso Sul) suspendeu as transferências e serviço de primeiro emplacamento entre os dias 27 e 30 de janeiro, em todo o Estado. É que nesse período estarão sendo feitos testes para a implantação do novo modelo da Placa de Identificação Veicular (PIV), conhecido como Placa Mercosul.

Conforme o representante da Comissão de Placas do Detran-MS, Arioldo Centurião, caso o proprietário tenha pago a guia de transferência ou primeiro emplacamento até a sexta-feira (24), ele poderá finalizar a transferência até quinta-feira (30). “Em outros casos, nenhum veículo receberá a identificação, pois o novo sistema estará em fase de implantação e testes”, comenta.

Nesse período, quem estiver com carro zero quilômetro poderá apresentar nota fiscal de compra caso seja parado em uma blitz, desde que esteja rodando dentro do Estado.

Conforme divulgado pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), para os cidadãos as mudanças serão graduais. A nova PIV será obrigatória apenas nos casos de primeiro emplacamento de veículos novos, quando houver transferência do veículo para outro município ou ainda se a placa precisar ser substituída em razão de danos ou furto, troca de categoria e coleção.

No dia 03 de fevereiro a nova PIV (Placa de Identificação Veicular), entra em vigor no Estado, conforme foi anunciado pelo diretor-presidente do Detran/MS, Luiz Rocha, em entrevista à imprensa na última segunda-feira (20). Segundo ele, o modelo de emissão da Placa Mercosul favorece o livre comércio. Ou seja, as empresas credenciadas para o processo de estampagem das placas estão liberadas para negociar seus próprios valores diretamente com o proprietário.

Em estados que já utilizam o novo modelo de identificação o preço para emplacamento de veículos varia entre R$ 100 e R$ 200. Em Mato Grosso do Sul o atual sistema de emplacamento custa R$ 220 para carros. “A tendência é que o preço baixe”, avaliou o diretor-presidente do Detran-MS.

Seis empresas estão credenciadas em todo o Estado para fazer o emplacamento de veículos.

PUBLICIDADE