PUBLICIDADE

Servidores da Agepen participam de capacitação específica na área de inteligência

Portal de Notícias do Governo de MS em 13 de Agosto de 2019

Com foco na qualificação de agentes penitenciários de Mato Grosso do Sul, teve início o 1º Curso Operacional de Inteligência do Sistema Penitenciário (COISP). A abertura oficial foi realizada, na segunda-feira (12), em Campo Grande.

Tatyane Santinoni/Agepen

Curso tem duração de cinco dias

Promovido pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da Gerência de Inteligência do Sistema Penitenciário (GISP) e da Escola Penitenciária (Espen), a qualificação tem o apoio da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE); do 6º Batalhão de Inteligência Militar do Exército Brasileiro; e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Ao todo, 24 servidores da Agepen de diferentes áreas de atuação, da capital e interior, estão participando do curso que terá duração de cinco dias, totalizando 48 horas/aula. O objetivo é qualificar os agentes, com foco no serviço de inteligência e no aprimoramento de técnicas específicas voltadas à realidade do sistema prisional.

Durante a solenidade de abertura, o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, destacou que o trabalho de inteligência envolve todos os profissionais que estão dentro de uma unidade penal, por isso é muito relevante estender esse curso a agentes de outras áreas. “Estamos preparando nossos servidores para combater qualquer ação que venha a prejudicar o sistema penitenciário e a sociedade, e para isso temos que ter parcerias como essas que firmamos com a Polícia Militar, Depen e Exército”, agradeceu o dirigente.

Já o gerente de Inteligência do Sistema Penitenciário, agente Pedro Paulo Prieto, falou sobre a importância do trabalho integrado entre as forças da segurança pública. “Trabalhamos em parceria com setores de inteligência de todo o país, cada informação é crucial para o desenvolvimento de um trabalho preciso e efetivo. A ideia desse curso é nos manter ainda mais alinhados e unidos, por isso agradeço o empenho e dedicação dos servidores penitenciários pela disponibilidade se estar buscando o conhecimento”, disse.

Presente no evento, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta, ressaltou a importância da busca constante pelo conhecimento e o papel de cada instituição pertencente à segurança pública. “Aqui será uma troca de informação, porque também aprendemos com as experiências do outro durante as capacitações. Todos nós temos nossa importância nesse trabalho grandioso que é o da segurança pública, cada um dentro da sua atuação, com certeza colabora bastante, por isso é salutar essa troca de informação”, afirmou.

Segundo o comandante do BOPE, major Wilmar Fernandes, a ideia inicial era fornecer um dos cursos da corporação. “Após a demanda apresentada pelos servidores da Gisp, decidimos ir além, fazer um curso específico para os agentes penitenciários com a ajuda do BOPE e acredito que aí deu bastante certo e organizamos esse curso bem completo”, informou, parabenizando os servidores da Agepen pela iniciativa em estar buscando conhecimento.

Dentre os temas que serão abordados durante o curso estão gerenciamento de crises; procedimentos em ocorrências envolvendo explosivos; ocorrências críticas em unidades prisionais; técnicas de procedimentos com armas de fogo; armamento; atendimento pré-hospitalar de combate; e técnica operacional de entrevista.

A capacitação é voltada para servidores que atuam na GISP e também contará com agentes penitenciários de diferentes unidades penais das áreas de Segurança e Custódia, Administração e Finanças e Assistência e Perícia.

Também esteve presente na solenidade da abertura, o agente federal de execução penal, Marcelo Pereira da Silva, representando a direção da Penitenciária Federal de Campo Grande; além de diretores de unidades penais da capital e do interior.

PUBLICIDADE