PUBLICIDADE

Concessão dos serviços de água e esgoto vai ser discutida em audiência pública

Da Redação em 26 de Março de 2019

Arquivo/Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Concessão dos serviços de água e esgoto de Corumbá vence neste ano

A renovação da concessão dos serviços de água e esgoto será amplamente debatida durante uma audiência pública convocada pela Câmara de Vereadores de Corumbá. A iniciativa é do vereador Tadeu Vieira e foi apresentada na Sessão Ordinária de segunda-feira, 25.

A audiência está marcada para o dia 26 de abril, uma sexta-feira, e serão convidados representantes dos mais diferentes segmentos da sociedade. “A concessão dos serviços com a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) se encerra neste ano de 2019. É um assunto de extrema importância e que precisa ser discutido por toda a população corumbaense”, observou Tadeu.

As discussões serão no plenário da Casa do Barão de Vila Maria. No entanto, o vereador deixou em aberto a possibilidade de transferir para um local maior já que o evento deverá contar com a presença de todas as autoridades competentes do poder Executivo, Legislativo e Judiciário, inclusive da Promotoria e Defensoria Pública; deputados Evander Vendramini (Estadual) e Bia Cavassa (Federal); além de representantes da OAB, Procon, presidente das associações dos bairros e dos conjuntos habitacionais de Corumbá e representantes das entidades de classe, imprensa e da própria Sanesul.

“Considero que esse é o momento que exige um cuidado especial por parte de todos nós vereadores, pois só assim, a partir de uma ampla discussão com a população e as autoridades do nosso município, poderemos tomar decisões na alteração ou não do contrato de concessão com relação à Sanesul”, continuou.

Alguns assuntos que deverão sem amplamente debatidos são o prazo do novo contrato de concessão (a Sanesul vislumbra por 30 anos – o atual, assinado em 1999, foi de 20); redução da taxa de esgoto que hoje é 70% do valor da água; água disponível em toda a cidade e para os distritos, entre outros. As informações são da assessoria de comunicação da Câmara de Vereadores.

Comentários:

Ademílson Baptista da Silva: Eu como cidadão Corumbaense acho altíssimo a taxa de esgoto de 70 por cento, peço aos nobres vereadores para propor que seja reduzida, essa taxa porque há muitas residências q nem foi instalado ainda o esgoto, tornando uma cobrança injusta, poderia ser reduzida para 15%, é um absurdo a taxa ser de 70%.

PUBLICIDADE